Futebol Internacional/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Felipão atrasado e ausência de técnicos marcam congresso da Fifa

Florianopolis (SC)

Luiz Felipe Scolari, técnico da Seleção Brasileira, chegou atrasado ao Congresso Técnico da Fifa, que teve seu primeiro dia nesta quarta-feira, no Costão do Santinho, em Florianópolis. Protegido por dezenas de seguranças da entidade, o treinador foi cercado por um batalhão de jornalistas, causando um princípio de tumulto, e entrou no local sem falar com a imprensa.

O evento começou às 9 horas da manhã, mas o técnico da Seleção Brasileira só chegou depois do meio-dia, acompanhado de seu coordenador técnico, Carlos Alberto Parreira. Na coletiva, o comandante fez questão de elogiar a capital catarinense.

“Por escolher Florianópolis para o Congresso, a Fifa está de parabéns. Não entendo o porquê desta cidade não ter sido escolhida por nenhuma das seleções como sede durante o Mundial”, disse o treinador da Seleção Brasileira.

“Esvaziado”, o evento também ficou marcado por uma boa quantidade de ausências. Das 32 seleções, nove não compareceram ao Costão do Santinho. São eles Alejandro Sabella (Argentina), Cesare Prandelli (Itália), Joachim Löw (Alemanha), José Pekerman (Colômbia), Marc Wilmots (Bélgica), Vahida Halilhodzic (Argélia), Alberto Zacheroni (Japão) e Hong Myung-Bo (Coreia do Sul). Jorge Sampaoli, técnico do Chile, não também não participou, mas enviou um de seus preparadores físicos em seu lugar.

O Congresso Técnico, organizado pela Fifa, tem a proposta de reunir os técnicos de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo, a fim de esclarecer dúvidas e acertar detalhes para o evento, que acontece em junho deste ano, no Brasil.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade