Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Felipão brinca com Rebelo e garante título: “Podem ficar tranquilos”

Brasília (DF)

Há cerca de dois meses, durante visita a São Paulo para conhecer o novo Centro de Treinamentos da patrocinadora do Wolfsburg, da Alemanha, o volante Luiz Gustavo disse gostar do otimismo de Luiz Felipe Scolari visando a Copa do Mundo de 2014. Nesta sexta-feira, em palestra para estudantes universitários em Brasília, o treinador novamente exalou confiança e, em tom de brincadeira com o Minstro do Esporte, Aldo Rebelo, garantiu que o Brasil conquistará o hexacampeonato mundial no dia 13 de julho, no Maracanã.

Antes de fazer suas declarações, Felipão ouviu um discurso de Rebelo. Questionado sobre a responsabilidade de organizar um Mundial no Brasil, o ministro provocou o comandante da seleção nacional. “Nosso desafio é grande. Há muito trabalho a ser feito. Mas o mais importante deles, ainda bem, não é o governo que cuida. A maior responsabilidade repousa sobre as costas do nosso técnico, que é cuidar da nossa Seleção. Esse é o trabalho mais difícil. Construir estádios, abrir avenidas, cuidar de aeroportos, é muito mais fácil”, disse Rebelo.

Scolari, então, logo respondeu, também usando do bom-humor. “Não existe tanta responsabilidade assim para mim, não. Desde que foi planejado e colocamos em prática aquilo que tínhamos que colocar, não existe dificuldade nenhuma para a gente ser campeão. Existem adversários, que nós respeitamos, mas temos que provar que somos os melhores, e temos condições para isso”, afirmou Felipão. “É por isso que eu digo a vocês: podem ficar tranquilos que nós vamos chegar lá. Não com uma facilidade, mas vamos chegar lá”, acrescentou, demonstrando muito otimismo.

Mowa Press
Felipão disse que ganhar a Copa pode não ser difícil, mas revelou que já tem "plano de fuga" em caso de fracasso

O treinador seguiu brincando e revelou que atitude tomará caso o Brasil não conquiste o hexa em 2014. “Eu sei que aqui do lado tem a embaixada do Kuwait. Se perder, vou ali pedir asilo”, declarou, arrancando risos da plateia. Ele citou o país asiático, pois já comandou, com sucesso, a seleção nacional na década de 90.

Para finalizar, Felipão pediu ainda mais apoio do torcedor brasileiro. Ele, que foi um dos principais responsáveis pela excelente conexão entre fãs e Seleção durante a Copa das Confederações, ressaltou o “espírito” do povo como fundamental na caminhada para um possível título mundial dentro de casa.

“Por favor, estejam conosco no Mundial. Não apenas com espírito, mas participem, vibrem conosco, partilhem conosco todo esse espírito. Não é possível que a gente faça uma integração total (com os torcedores), porque temos nossos horários e tudo mais. Mas estamos juntos. Queremos que vocês nos ajudem, principalmente se estiverem no estádio, nos momentos difíceis. É ali que fazemos a diferença”, decretou Luiz Felipe Scolari.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade