Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

França garante que chutou, mas se surpreendeu com bola no ângulo

Piracicaba (SP)

O responsável pela manutenção dos 100% de aproveitamento do Palmeiras no Campeonato Paulista foi consciente durante toda a execução de seu golaço, só não imaginava que a finalização sairia com tanta perfeição. França contou que deixou seu marcador no chão como pretendia e não pensou em cruzar, mas se surpreendeu ao ver que encobriu o goleiro e colocou a bola no ângulo na vitória sobre o XV de Piracicaba.

“Fui na intenção de chutar mesmo. Chutei chapado, no chão, só não sabia que ia subir daquele jeito. Graças a Deus, foi gol, um dos mais bonitos que fiz na carreira”, admitiu o volante ao sair do gramado depois da vitória por 2 a 1. Fazer Pitty desabar no gramado, contudo, estava nos planos. “Eu sabia que ele ia cair e limpei para trás”, contou.

O camisa 28, emprestado pelo Hannover até o fim do ano, saiu do banco para substituir o atacante Leandro no segundo tempo e arrumar a marcação no meio-campo. Conseguiu, e ainda ajudou na frente com qualidade, para sua alegria.

“Foi uma das vitórias mais difíceis. Tomamos pressão no primeiro tempo e eles empataram. Mas depois igualou na força e consegui desempatar com uma bonita jogada”, sorriu o jogador, ainda em busca de mais espaço no time.

Divulgação
França deixou de se destacar só pelas 25 tatuagens (Crédito da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
“Venho trabalhando, esperando o momento. O Gilson Kleina vinha falando comigo que eu ainda não estava bem fisicamente, mas que ia chegar minha hora. Graças a Deus, em um jogo difícil, consegui fazer uma jogada e marcar o gol”, prosseguiu o atleta que, até agora, só se destacava pelas 25 tatuagens que tem espalhadas pelo corpo.

Boa parte delas foi mostrada por ele ao comemorar tirando a camisa, e ele avisou que fará mais uma. Mas o objetivo é continuar chamando atenção em campo com o time. “A equipe está se destacando, tem 100% de aproveitamento, quem nos enfrentar vai querer ganhar e tirar a nossa invencibilidade. Por isso é importante termos pés no chão. No domingo, já teremos um jogo difícil”, avisou, lembrando do duelo contra o Grêmio Osasco Audax, no Pacaembu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade