Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Galo corre contra o tempo para recuperar Réver para a Libertadores

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Com uma inflamação no tornozelo esquerdo, o zagueiro Réver voltará a ser desfalque na partida desta quarta-feira, contra o Tombense, no Independência. O departamento médico do Galo corre contra o tempo para colocar o capitão da equipe em condições de jogo até o dia 11 deste mês, data da estreia do Atlético-MG na Libertadores, contra os venezuelanos do Zamora.

“O Réver teve um processo inflamatório no tornozelo, não teve condição de jogo no último final de semana, ainda não está totalmente recuperado e está fora do jogo. Estamos tentando recuperá-lo para que tenha condição de viajar para nossa primeira disputa pela Copa Libertadores. Vamos ver a evolução do jogador e precisamos de um pouco mais de tempo para a resposta clínica que ele vai apresentar”, explicou o médico Rodrigo Lasmar.

A pressa para recuperar Réver ocorre principalmente porque o técnico Paulo Autuori tem poucas opções para o setor, já que Emerson sofreu grave lesão no tornozelo e passou cirurgia, deixando apenas Leonardo Silva e Jemerson à disposição do treinador alvinegro. O médico Rodrigo Lasmar detalhou a situação de Emerson, que só volta aos campos após a Copa do Mundo.

“Ele teve uma fratura no tornozelo, onde fraturou a fíbula e rompeu os ligamentos do tornozelo direito. Foi feito tratamento para fixação dessa fratura e reparto das lesões ligamentares. Tudo correndo bem, ele deverá ter alta, na sequência, precisará de um tempo de imobilização, de repouso, para que possa, progressivamente, voltar a colocar o pé no chão, fazer os treinos físicos e, no ultimo momento, voltar a treinar com bola, o que não deve acontecer antes de quatro a seis meses, a partir da data da cirurgia”, disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade