Futebol/Campeonato Goiano - ( - Atualizado )

Goiás vira, vence e complica o rival Vila Nova no Estadual

Goiânia (GO)

Em clássico marcado pelas confusões nas arquibancadas, o Goiás venceu o Vila Nova de virada por 3 a 1, na tarde deste sábado, no Serra Dourada, e se manteve como único invicto do Campeonato Goiano. Em contrapartida, o Vila se complicou na luta pela classificação para a próxima fase.

Cada vez mais líder do Grupo A, agora com 22 pontos, o Goiás voltará a campo na próxima quarta-feira, recebendo o Goianésia. Do outro lado, o Vila caiu para a segunda posição da chave B, com dez tentos, e tentará a reabilitação diante do Crac, fora de casa, também na quarta.

O jogo: com o melhor ataque da competição, o Goiás começou melhor e quase abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, não fosse boa defesa do goleiro Toni. Dois minutos depois, Thiago Mendes apareceu na área em boas condições, mas só chutou à esquerda do arqueiro.

A insegurança de Toni só apareceu aos 20, quando ele espalmou bola de manchete e viu Amaral cabecear para a trave na sequência. O lance pareceu acordar o Vila Nova, que só precisou de um ataque para converter e largar na frente do rival no clássico.

Wando, aos 26, recebeu ótimo passe, avançou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da área, onde Gustavinho, de carrinho, mandou para o canto de Renan, abrindo o placar do Serra Dourada. Pouco tempo depois, Neto Gaúcho sentiu dores e deu lugar a George, desfalcando o time colorado.

Depois de parar em Toni duas vezes, os esmeraldinos finalmente chegaram ao empate. Aos 42, Rychely chutou muito mal mas, por sorte, deu assistência para Ramon, que praticamente deu uma voadora para marcar. Quatro minutos depois foi a vez de Rychely se redimir e virar para o Goiás.

Durante o intervalo do dérbi, a arquibancada do estádio foi tomada pela confusão entre torcedores – enquanto os do Goiás brigavam com o policiamento local, os do Vila brigavam entre si. Houve feridos e detidos, mas ainda não há confirmação de números oficiais.

Já na etapa complementar, o Goiás diminuiu o ritmo e preferiu administrar a vantagem mínima. O Vila, por sua vez, até que tentou, mas não conseguiu ameaçar Renan. E uma falha grotesca de Toni, aos 36, sacramentou o resultado do clássico.

O goleiro recebeu passe e acabou agarrando a bola, e o árbitro marcou recuo. Na cobrança, o zagueiro Pedro Henrique soltou o pé, contou com o desvio na marcação e fez Toni ficar sem reação: 3 a 1 Goiás e festa esmeraldina na capital goiana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade