Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Guto Ferreira não suporta nova derrota da Lusa e pede demissão

São Paulo (SP)

O técnico Guto Ferreira não suportou a derrota por 4 a 2 para o Audax, sofrida neste domingo, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Por meio de comunicado divulgado no site oficial do clube na parte da tarde, a diretoria da Portuguesa informou que o treinador entregou o cargo após o novo revés.

“Esclareço que tomei a decisão de deixar o comando técnico da Portuguesa por entender que este é o momento ideal para que outro profissional possa chegar e tentar mudar uma situação que não condiz com a tradição deste clube. Criei fortes laços de carinho, e por isso preciso pensar no maior bem de todos, que é a Associação Portuguesa de Desportos. Entendi, portanto, que essa atitude precisava ser tomada”, esclareceu o treinador em comunicado oficial.

Mais cedo, em entrevista à GazetaEsportiva.net, o vice-presidente da Lusa, Armelin Ruas, negou os boatos e descartou a saída de Guto. “Tivemos um resultado desagradável de manhã, mas ele se mantémtécnico. Não sei onde soltaram essa informação, mas isso não saiu da Portuguesa”.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O técnico Guto Ferreira tinha contrato com a Portuguesa até o final do Campeonato Paulista
Atualmente, a Lusa tem a pior campanha do Paulistão. Com apenas um ponto somado em 15 disputados, o time da capital ocupa a lanterna do Grupo C, liderado pelo Santos.

Contratado em julho do ano passado, Guto Ferreira conseguiu cumprir sua missão e, em campo, evitou o rebaixamento da Portuguesa. A equipe terminou a Série A na 12ª colocação, mas acabou despromovida para a segunda divisão por causa da punição resultante da escalação irregular do meia Héverton, na última rodada do Brasileirão, contra o Grêmio.

A indefinição sobre o futuro da equipe – uma vez que liminares na Justiça Comum ameaçam anular o julgamento do STJD e obrigar a CBF a manter a Portuguesa na primeira divisão – refletiu diretamente no elenco lusitano. Dos titulares do ano passado, apenas o zagueiro Valdomiro permaneceu no Canindé.

“Infelizmente tivemos muitas dificuldades na montagem do elenco para esta temporada por tudo que aconteceu fora das quatro linhas, e estes problemas acabaram se refletindo dentro do campo”, lamentou Guto.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade