Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Hernane cita "árbitro caseiro" e se defende de pênalti cometido: "Não foi"

Cidade do México (México)

A derrota para o León, do México, na estreia do Flamengo na Libertadores frustrou os jogadores rubro-negros. Apesar do empenho na altitude de 1,8 mil metros, Hernane admite que a equipe teve dificuldades para jogar com um a menos. Além disso, após cometer pênalti que resultou no primeiro gol adversário, o atacante aponta o árbitro colombiano José Buitrago como um dos culpados pelo revés.

“Não foi (pênalti). Se você assistir na televisão, vai ver que eu estava atrás dele, roubei a bola e saí jogando. Mas acho que juiz caseiro é assim mesmo, faz parte. Ele não tem uma boa fama, mas faz parte da Libertadores”, comentou o jogador, lembrando o lance que aconteceu aos 31 minutos do primeiro tempo e culminou no gol de Boselli. Onze minutos depois o Flamengo chegou a empatar com Cáceres, mas Arizala deu números finais à partida aos 23 da etapa final.

A expulsão de Amaral com apenas 12 minutos jogados deixou o Flamengo em posição delicada na partida. Pressionada por jogar fora de casa em desvantagem numérica, a equipe teve 38% de posse de bola e chutou apenas três vezes ao gol adversário. Hernane, porém, absolve Amaral e revela conversa com o volante no vestiário do estádio Nou Camp.

“Conversamos bastante, mas não culpamos ninguém, sabíamos da dificuldade. O Amaral até pediu desculpa no vestiário, mas falamos que não teve culpado. Tomamos o gol e infelizmente perdemos o jogo aqui”, analisou Hernane, que passou em branco na derrota por 2 a 1.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Atacante atuou em toda a partida, mas não coneguiu balançar as redes do gol defendido por Yarbrough

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade