Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Homem de confiança de Oswaldo, Arouca comemora bom início do Santos

Do correspondente Diego Diegues Santos (SP)

Todo treinador de futebol tem seus jogadores de confiança, ainda mais em início de trabalho, e no Santos não é diferente. Oswaldo de Oliveira vê em Arouca uma espécie de jogador-chave da equipe. Polivalente, o número cinco santista pode atuar como primeiro ou segundo homem no meio de campo, além de jogar também um pouco mais na frente, próximo dos atacantes.

Um dos mais experientes do elenco, Arouca é visto como um dos líderes do grupo, e por isso alerta os mais jovens sobre os riscos do Campeonato Paulista, torneio que o Santos tem a melhor campanha com 19 pontos em sete rodadas. “Nos estaduais, as equipes do interior podem surpreender os clubes considerados grandes, independente da fase de cada uma. Não queremos meter os pés pelas mãos. Por isso sempre vamos entrar em campo com muita cautela e motivação”, ressalta.

Arouca também falou sobre esse início de temporada no Santos, na qual a cada rodada os jogadores santistas têm mostrado evolução em seu futebol. “Estamos vendo esse crescimento da equipe e sabemos que ainda estamos um pouco aquém do que a equipe pode produzir. O importante é estar no caminho certo e a confiança que o grupo está tendo”, afirmou após a vitória diante do Comercial, por 2 a 0.

Ricardo Saibun/Santos FC
Meio-campista atuou por quase toda a vitória sobre o time de Ribeirão Preto-SP, na última terça-feira

Donos das melhores campanhas no Paulistão até o momento, o volante santista evitou uma comparação precoce entre Santos e Palmeiras. “Difícil comparar o Santos com o Palmeiras. Os dois estão em um bom momento, mas é importante olhar só a nossa equipe, para que a gente sempre evolua. Vamos ver se os times conseguem segurar essa invencibilidade até a última rodada. Nosso objetivo é vencer sempre”, contou.

O número cinco santista aproveitou para elogiar o futebol ofensivo praticado pelo Santos neste Campeonato Paulista. “Conseguimos conquistar vitórias jogando um futebol envolvente e ofensivo, e é justamente isso que buscamos. Queremos dar continuidade à filosofia do Santos, que sempre teve a sua vocação ofensiva reconhecida mundialmente. Procuramos honrar essa tradição e aliar tudo isso à conquista de grandes resultados e títulos”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade