Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Inauguração da Arena da Amazônia deve ser marcada por protestos

Manaus (AM)

A inauguração do palco de Manaus para a Copa do Mundo deste ano deveria ser realizada nesta sexta-feira, mas acabou adiada após a morte do operário Antônio José Pita Martins na semana passada. Independente do dia em que o pontapé inicial será dado no estádio, a data deve ser marcada por protestos contra os gastos das obras da Arena da Amazônia.

Dois dos três movimentos são organizados pela internet por ativistas do “Vem Pra Rua Manaus” e já têm mais de 1,3 mil pessoas confirmadas. Para o terceiro, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Civil de Manaus e do Estado do Amazonas (Sintracomec-AM) promete reunir trabalhadores da construção civil da capital em frente ao estádio.

Praticamente finalizadas, as obras da Arena manauara chegaram a 96,9% de conclusão nesta semana, faltando apenas detalhes de acabamento para que o palco esteja pronto para receber jogos oficiais. Mas, apesar de o sistema de iluminação e da cobertura já passarem por testes, a principal parte do estádio, o gramado, ainda não está em perfeitas condições.

Divulgação
Governantes visitaram Arena para acompanhar o andamento das obras (foto: Abelardo Mendes Jr/Portal da Copa)

Nesta quarta-feira, o palco recebeu visita do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do governador do Amazonas, Omar Aziz. “A Arena está adaptada ao ambiente da cidade e da região. Se encaixa na paisagem, é confortável e simples ao mesmo tempo e acho que assegura para a cidade não apenas um belo espetáculo na Copa, mas um benefício permanente”, garante o ministro. “Trará grande impacto sobre a cidade, não apenas para o futebol”, completa.

A insatisfação por parte da população de Manaus gira em torno do futuro do estádio. Receosos de que a Arena seja pouco utilizada após a Copa do Mundo, os ativistas questionam os R$ 605 milhões investidos defendendo que o custo-benefício da obra não é vantajoso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade