Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Kardec minimiza esbarrão de Ceni: “Não queria machucar ninguém”

São Paulo (SP)

Um lance polêmico marcou o clássico entre Palmeiras e São Paulo, vencido pelo Alviverde por 2 a 0, no último domingo. Após o primeiro gol do Verdão, anotado por Valdívia, o goleiro são-paulino Rogério Ceni teria tentado agredir o chileno com um chute, acertando Alan Kardec com um esbarrão na sequência.

A despeito da repercussão das imagens após o jogo, o atacante Alan Kardec interpretou o lance como típico de um clássico e não condenou a atitude de Ceni.

“Eu não acho que foi uma agressão. Mais uma provocação. Como é um clássico, acontece. Não acho que ele queria machucar ninguém. Faz parte do espetáculo.”, declarou em entrevista ao Sportv.

O atacante ainda comentou sobre sua função tática no clássico. Além de atuar na frente, Kardec ajudou na marcação de Álvaro Pereira, na lateral direita do Palmeiras.

“Marquei o lateral pelo momento da partida, do jeito que aconteceu. Eu fechando de um lado e o Leandro do outro, a gente correria menos risco, e foi o que aconteceu”, concluiu.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Alan Kardec não entendeu o esbarrão de Ceni como agressão: "Foi só uma provocação"

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade