Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Luis Fabiano admite que cogitou sair do São Paulo no final de 2013

Helder Júnior São Paulo (SP)

Luis Fabiano voltou a vivenciar os seus melhores dias no São Paulo. Na tarde desta quinta-feira, enquanto dava risada com os seus companheiros na piscina do CT da Barra Funda, o centroavante era alvo da curiosidade de um grupo de jornalistas japoneses. “Onde ele está? Continua na Seleção Brasileira?”, perguntavam, sobre o mesmo jogador que não tinha certeza do seu futuro no Morumbi no final do ano passado.

“Sinceramente, passou pela minha cabeça que uma mudança de clube seria o melhor caminho. Não posso negar que pensei nisso”, admitiu Luis Fabiano, bastante contestado pela irregularidade em 2013, que o levou até ao banco de reservas. “Mas decidi que deixaria a temporada começar e ver como eu me encontraria para tomar uma decisão. Conversando com o meu empresário e com a família, achei melhor ficar pelo menos 2014 todo e lutar para dar a volta por cima”, acrescentou.

Com contrato com o São Paulo válido até o final de 2015, Luis Fabiano alcançou a reviravolta mais cedo do que esperava. Ele já marcou seis gols em dez jogos disputados no começo de temporada – o último deles na vitória por 3 a 1 sobre o XV de Piracicaba, na quarta-feira, no Barão de Serra Negra – e voltou a ouvir elogios de torcedores e do técnico Muricy Ramalho.

“Nunca duvidei da minha capacidade. Sempre soube que, a partir do momento em que voltasse a ficar em forma, as coisas aconteceriam. Não esqueci como se joga. Mas hoje o futebol exige muito condicionamento físico, e eu não tinha isso no ano passado. Estava meio fraco, sem uma boa sequência de jogos”, recordou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Após cogitar deixar o São Paulo, Luis Fabiano voltou a marcar gols e a se destacar no Campeonato Paulista
Para se fortalecer, Luis Fabiano se dedicou bastante na pré-temporada e passou a contar com cuidados especiais da comissão técnica do São Paulo. “As mudanças não foram tantas assim. A gente tem feito um trabalho específico de fortalecimento muscular. Infelizmente, tive muitas lesões no ano passado e, às vezes, não conseguia terminar os treinos. Eu saía de campo, e a imprensa nem percebia. Agora, estou fazendo tudo o que me é proposto. É isso que faz a diferença”, sorriu.

Apesar de fazer a diferença para o São Paulo dentro de campo novamente, Luis Fabiano sabe que “jogar sem dor é quase impossível”, assim como evitar as críticas nos maus momentos. Mas, antes de distribuir autógrafos ao mesmo grupo de japoneses que o assediava no CT, o centroavante lembrou um discurso de Muricy Ramalho para deixar de lado a possibilidade de sair do Morumbi de forma precoce. “Voltei a levar a minha vida normalmente. E, se o lema aqui é trabalho, vamos trabalhar para que seja um ano legal”, concluiu o goleador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade