Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Mais três envolvidos em briga de Joinville são libertados pela Justiça

Joinville (SC)

Menos de três meses depois da pancadaria nas arquibancadas da Arena Joinville envolvendo torcedores de Atlético-PR e Vasco, na última rodada do Brasileirão do ano passado, apenas seis suspeitos seguem detidos no presídio da cidade catarinense. Em decisão publicada nesta segunda-feira, a juíza da 1ª Vara Criminal de Joinville, Karen Francis Schubert Reimer, determina que três brigões respondam ao processo em liberdade.

A decisão refere-se aos réus Ricardo Henk, Thyago Almeida Rosa da Silva de Oliveira e Stevan Vieira da Silva. Os dois primeiros são atleticanos, enquanto o último é vascaíno. Os três aumentam a lista de envolvidos que foram libertados pela Justiça. Agora, dos 26 detidos no dia da briga, 20 não seguem no Presídio Regional de Joinville.

A juíza considerou que os três acusados estavam detidos desde dezembro, mas ainda não há audiência marcada para o processo. Assim, a decisão de soltá-los evita o chamado “excesso de prazo na formação da culpa”. O pedido de revogação da detenção ainda incluía outros dois acusados, mas como ambos estão foragidos e respondem ao processo apenas por meio de advogados, a prisão preventiva foi mantida.

No mês de março, dois outros processos referentes ao confronto entre torcedores terão as primeiras audiências realizadas.

AFP
Na ocasião, pancadaria entre torcedores dos dois times paralizou a partida por mais de 70 minutos

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade