Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Marcelo Oliveira diz não temer altitude e conhecer Real Garcilaso

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Cruzeiro enfrenta o Real Garcilaso nesta quarta-feira, na altitude de 3.200 metros da cidade peruana de Huancayo. Será a estreia da Raposa na Libertadores e o clube quer começar a competição com o pé-direito, por isso, o técnico Marcelo Oliveira fez questão de minimizar os impactos de atuar na altitude. Segundo ele, até o momento nenhum jogador reclamou de nada.

“Aparentemente está tudo bem, mas vamos ver nesse esforço que será feito no treinamento. A gente pode avaliar melhor quem sente mais, quem sente menos, mas acho que a cabeça também está boa. A gente não está ampliando muito esta situação e o time é bem ajustado e isso tudo ajuda e esperamos fazer um grande jogo amanhã”, declarou.

Estudioso do futebol, o treinador cruzeirense garante que já sabe tudo sobre o esquema tático usado pelo time peruano. Marcelo Oliveira destaca que o Real Garcilaso é um time competitivo que possui jogadores altos que podem dar trabalho para o Cruzeiro. Os chutes de longa distância também são uma arma dos adversários que a Raposa que quer anular.

“Nós temos uma base de time do adversário, vimos alguns jogos, eles trocaram a dupla de zaga há uma semana, trocaram dois meias, mas tem uma base, é um time competitivo, que tem jogadores altos também, que utilizam muito disso, utilizam muito dos chutes de fora da área, que é típico das equipes que jogam na altitude”, analisou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade