Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( - Atualizado )

Messi e Daniel Alves rebatem criticas sobre arbitragem de sueco

Manchester (Inglaterra)

Alvo de criticas do treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, a atuação do árbitro Jonas Eriksson no triunfo por 2 a 0 do Barcelona sobre o time inglês, nesta terça-feira, no Etihad Stadium, foi minimizada pelos jogadores do clube catalão. Envolvido diretamente em polêmico pênalti marcado pelo sueco, o atacante Lionel Messi ironizou os comentários adversários sobre o desempenho do juiz.

“É normal que as pessoas falem sobre isso. Os outros sempre têm alguma coisa a dizer. Fizemos um grande jogo, contra um adversário que tem um grande time e é muito perigoso. Demos um passo importante para passar de fase, mas não há nada definido”, afirmou o atleta argentino.

O grande lance polêmico do embate válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa aconteceu aos oito minutos do segundo tempo, quando o placar ainda apontava 0 a 0. Lionel Messi desceu em velocidade ao campo de ataque e, fora da área, foi derrubado pelo zagueiro Demichelis. Jonas Eriksson marcou pênalti, que acabou convertido pelo camisa 10 da equipe nlaugraná, e ainda expulsou o defensor do Manchester City.

Com um homem a mais em campo, o Barcelona assumiu maior controle do jogo e criou boas oportunidades de aumentar sua vantagem no marcador. O segundo gol aconteceu já aos 45 minutos do segundo tempo, quando o lateral brasileiro Daniel Alves avançou pelo lado direito, invadiu a área e tocou na saída do goleiro Joe Hart.

“O pênalti em Messi eu deixo que os outros analisem. Nosso dever é apenas fazer nosso trabalho. Às vezes ganhamos e às vezes perdemos, mas sempre falam do desempenho do árbitro quando triunfamos”, encerrou o lateral direito.

AFP
Após Messi abrir placar em cobrança de pênalti, Daniel Alves definiu vitória do Barcelona

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade