Futebol Internacional/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Ministério do Esporte faz versão para camisetas polêmicas da Adidas

Brasília (DF)

Por meio de seu Facebook oficial, o Ministério do Esporte lançou nesta quarta-feira uma versão “politicamente correta” dos modelos de camisas com duplo sentido vendidas pela Adidas que provocaram polêmica nesta semana. Sem citar a marca diretamente, a conta publicou uma mensagem a favor da diversidade brasileira.

A marca alemã vendia em seu portal norte-americano camisetas que estariam promovia o turismo sexual no Brasil durante a Copa do Mundo. Em uma delas, aparece um coração que faz referência a uma mulher de biquíni, com a mensagem “Eu amo o Brasil”. A versão do Ministério do Esporte traz o mesmo texto, mas com um sorriso no lugar do biquíni.

Em outra camiseta criticada nas redes sociais, há o desenho de uma mulher de biquíni ao lado de uma bola de futebol com os dizeres “em busca de gols”, que na expressão inglesa também pode significar “em busca de relações sexuais”. A versão do Ministério substitui a mulher de biquíni por uma baiana e traz a mensagem “nós amamos o Brasil”.

Montagem sobre fotos Divulgação
À esquerda, a versão divulgada pelo Ministério do Esporte para as polêmicas camisetas da Adidas

Depois da grande repercussão e de críticas até da presidenta Dilma Rousseff, a empresa de materiais esportivos decidiu retirar do mercado os modelos que criaram polêmica, divulgando uma nota oficial sobre o assunto.

Confira a mensagem publicada pelo Ministério do Esporte:

O BRASIL É SENSACIONAL!

O Brasil é um país moderno, da diversidade, repleto de belezas naturais, culturais, um povo genial que não desiste nunca e que recebe todo mundo de braços abertos.

É jovem, é alegre, é plural, é criativo, trabalhador! O Brasil é tudo isso e muito mais!

Por isso nós AMAMOS O BRASIL!

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade