Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Mogi decide no início, segura Audax e se recupera no Grupo D

Mogi Mirim (SP)

Precisando da vitória para se recuperar no Campeonato Paulista, o Mogi Mirim contou com um início de partida fulminante para vencer o Audax por 3 a 1 e fazer a festa de sua torcida no Estádio Romildão.

Aos 19 minutos de partida, a equipe da casa já vencia por 2 a 0, com dois gols de Serginho. Após Thiago Silvy desperdiçar um pênalti, defendido por Reynaldo, o Audax chegou a diminuir com Velicka, mas viu o Mogi sacramentar a vitória já nos acréscimos do segundo tempo, com Everton Sena.

Com o resultado, o Sapão vence após duas partidas de jejum, chega a dez pontos e volta a brigar por uma das vagas no Grupo D do estadual, dois pontos atrás do Bragantino. Já o Audax estaciona nos oito, mas segue na vice-liderança do Grupo B, quatro pontos atrás do Botafogo-SP e com um de vantagem sobre o XV de Piracicaba.

Na próxima rodada, o time de Osasco tenta a recuperação diante do invicto Palmeiras, no Pacaembu, às 17 (de Brasília) de domingo. No mesmo dia, mas às 19h30, o Mogi Miriam recebe o Corinthians no Romildão.

O jogo – Apesar de ter marcado duas vezes logo no início de partida, o Mogi Mirim quase saiu atrás no placar. Logo aos cinco minutos, Mirita vacilou na frente de Caion e perdeu a bola para o atacante. Na hora da finalização, no entanto, Reynaldo saltou para o canto esquerdo e salvou o time da casa.

O Audax acabou castigado quatro minutos depois. Após chute cruzado ruim de Edson Ratinho, a bola sobrou limpa para Serginho apenas escorar para o fundo da rede e abrir o placar para o Mogi.

O gol animou a equipe, que não demorou para ampliar. Aos 16, Serginho tabelou com Rivaldinho, carregou até a linha de fundo e tocou para trás. A bola bateu no zagueiro João Paulo e matou o goleiro Felipe Alves, que saltou para a frente para tentar impedir o passe.

A vantagem deu tranquilidade para o Mogi impor seu ritmo à partida. Neutralizando as poucas jogadas do Audax, a equipe seguiu no ataque e quase ampliou em duas oportunidades na primeira metade da etapa inicial, com Mirita e Leandro.

Insatisfeito com a postura de sua equipe, o técnico Fernando Diniz realizou duas substituições ainda antes do intervalo. Primeiro, tirou Caion e mandou Thiago Silvy para o jogo. Depois, sacou Nenê Bonilha e apostou em Didi.

As mudanças, no entanto, não alteraram o panorama da partida. Com dificuldades na armação de jogadas, o Audax foi envolvido pela velocidade dos donos da casa e voltou a tomar ao menos mais um susto antes de descer para os vestiários, em chute cruzado de Morato que saiu pela linha de fundo.

No segundo tempo, porém, a equipe de Osasco melhorou e passou a equilibrar as investidas, mesmo ainda sofrendo com as jogadas de velocidade e os tiros de fora da área do rival.

Aos 18 minutos, Thiago Silvy cabeceou firme, a bola bateu no braço de Everton Heleno e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o mesmo Thiago Silvy soltou a bomba no canto esquerdo, mas Reynaldo saltou para manter o Mogi Mirim com dois gols de vantagem.

O lance abalou o Audax, que passou a dar mais espaços para o time da casa e quase tomou o terceiro gol. Aos poucos, no entanto, a equipe voltou a atuar no campo de ataque, principalmente na velocidade de Velicka. Em uma destas jogadas, o lateral direito aproveitou o rebote de cabeçada de Thiago Silvy e completou para a rede.

O gol animou o Audax, que partiu para cima em busca do empate. Aos poucos, porém, a equipe perdeu fôlego e deixou o Mogi Mirim controlar o ritmo do jogo. Nos acréscimos, Everton Sena chutou fraco, mas contou com a ajuda de Felipe Alves para dar números finais ao confronto.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade