Futebol/Bastidores - ( )

Mourinho sai em defesa de Seedorf: “Não tem jogadores de qualidade”

Milão (Itália)

Sempre polêmico e, muitas vezes, frio em suas declarações, José Mourinho mostrou que também pode ser gentil. Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, o treinador português saiu em defesa de seus dois companheiros de profissão Clarence Seedorf, do Milan, e Walter Mazzarri, da Inter de Milão. Ambos não vêm conseguindo mostrar serviço à frente de suas equipes e estão pressionados no cargo.

“Eu acredito que Mazzarri e Seedorf precisam de tempo e apoio de seus clubes e torcedores. Vamos ser honestos: eles não têm jogadores de qualidade para construir uma grande equipe em apenas alguns meses, por isso precisam de algum tempo e apoio”, pediu Mourinho, mostrando uma lealdade que grande parte de seus jogadores conhece, mas da qual a imprensa muitas vezes duvidou.

As situações de Seedorf e Mazzarri, de fato, não são das mais fáceis. Desde a chegada do holandês, o Milan soma duas vitórias, um empate e uma derrota, e não saiu da 10ª colocação do Campeonato Italiano. Além disto, caiu para a Udinese nas quartas de final da Copa da Itália, dentro de casa. A Inter, do ex-comandante do Napoli, por sua vez, teve um início de temporada regular, mas só venceu duas das últimas 12 partidas, e não triunfa há seis confrontos.

AFP
Em boa fase no comando do Chelsea, José Mourinho defendeu os treinadores Clarence Seedorf e Walter Mazzarri

Em boa fase no Chelsea, Mourinho, por sua vez, tem motivos para defender os clubes de Milão. Ele comandou a Internazionale de 2008 a 2010, e lá foi bicampeão italiano e conquistou a Liga dos Campeões da Europa, tirando a equipe de uma fila de 45 anos sem erguer a principal taça do Velho Continente. “Sou um torcedor da Inter e sempre serei, e acho que Mazzarri merece fé do clube”, exaltou o português, que também pediu respeito ao Milan.

“Claro, não sou milanista, mas tenho muito respeito pelo clube e sua grande história. Espero que Clarence também tenha a chance de trabalhar com tranquilidade para trazer o Milan de volta aos patamares de antes. O futebol italiano precisa dos dois times de Milão para estar no topo”, decretou Mourinho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade