Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( )

Na Turquia, Chelsea desafia Galatasaray e reencontra herói Drogba

Istambul (Turquia)

No dia 19 de maio de 2012, o Chelsea visitou o Bayern de Munique, na Allianz Arena, surpreendeu o planeta e conquistou, nos pênaltis, o primeiro título europeu de sua história. Na ocasião, Didier Drogba fez o gol de empate dos Bluesno fim da partida e foi o autor da cobrança derradeira que garantiu a maior conquista de um time de Londres. De lá para cá, o marfinense deixou o clube inglês, transferiu-se para o Galatasaray, da Turquia, e vem fazendo o seu papel longe de Stanford Bridge. Nesta quarta-feira, porém, ele reencontrará a sua ex-equipe em duelo válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, a partir das 16h45 (de Brasília), na Turk Telekom Arena.

Este será o principal destaque da partida que confrontará os ingleses, líderes do Grupo E na primeira fase da Champions, e os turcos, segundos-colocados na chave B, que contava com Real Madrid e Juventus, que acabou eliminada em jogo direto com o Gala, na Turk Telekom Arena. “É bom jogar contra seu antigo time, mas quando você é emocional, como eu, é difícil. Eu tenho que ser profissional e respeitar a camisa que estou vestindo”, disse Drogba, antes de assumir: “É claro que o Chelsea é favorito. E é claro que nós preferíamos jogar a partida de volta aqui, em casa. Precisamos marcar o maior número de gols possíveis no primeiro jogo”.

Para o treinador José Mourinho, porém, os Blues, apesar de líderes do Campeonato Inglês, não encontrarão facilidades na partida a ser realizada em território turco. “Vamos enfrentar uma escola que está evoluindo a cada ano, aderindo cada vez mais a um profissionalismo que pode levá-la a ser uma potência mais na frente. Portanto, seria uma grande ilusão acreditar que vamos encontrar algum tipo de facilidade. O meu pensamento é fazermos uma atuação segura, que nos permita ter tranquilidade para buscarmos a nossa classificação na Inglaterra sem estarmos por demais pressionados”, analisou.

AFP
Herói do único título europeu conquistado pelo Chelsea, Drogba reencontrará sua ex-equipe nesta quarta-feira

Para o jogo desta quarta-feira, o comandante português tem boas notícias: O zagueiro David Luiz e o meia John Obi Mikel, que desfalcaram a equipe no último sábado, estão recuperados de problemas físicos e vão para o jogo. O mesmo pode ser dito de Oscar, que foi substituído do duelo contra o Everton, mas terá condições de ser mandado a campo. Contudo, o Chelsea não vai poder contar com os recém-contratados Nemanja Matic e Mohammed Salah, que pelo regulamento não podem jogar por já terem atuado na competição por outras equipes (Benfica e Basel, respectivamente).

Por outro lado, o técnico do time turco, Roberto Mancini, não tem nenhum desfalque. A grande novidade, com relação a disputa da fase de grupos, é a presença do lateral esquerdo Alex Telles, ex-Grêmio, que disputará a Liga dos Campeões da Europa pela primeira vez na carreira. Outro brasileiro que estará em campo será Felipe Melo, titular incontestável da equipe, assim como o meia holandês Wesley Sneidjer e o atacante Burak Yilmaz, principais responsáveis por municiar Drogba no comando ofensivo da equipe.

Chelsea e Galatasaray entram em campo nesta quarta-feira, às 16h45 (de Brasília), na Turk Telekom Arena, em Instambul, na Turquia. Este será o terceiro encontro entre as equipes por competições continentais. Na temporada 1999/2000, os times duelaram na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, com vantagem do Chelsea. Na Inglaterra, os donos da casa venceram por 1 a 0, e na Turquia, golearam por 5 a 0.

AFP
Após lesão, David Luiz deve voltar ao time titular do Chelsea e marcar Didier Drogba no confronto em Istambul

FICHA TÉCNICA
GALATASARAY X CHELSEA

Local: Turk Telekom Arena, em Instambul (Turquia)
Data: 26 de fevereiro de 2014, quarta-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (Espanha)
Assistentes: Roberto Alonso e Juan Yuste (ambos da Espanha)

GALATASARAY: Muslera; Eboué, Chedjou, Kaya e Alex Telles; Felipe Melo, Gülselam, Inan e Sneijder; Yilmaz e Drogba
Técnico: Roberto Mancini

CHELSEA: Cech; Ivanovic, Terry, Cahill e Azpilicueta; David Luiz, Ramires (Oscar), Lampard, Hazard e Willian; Eto'o.
Técnico: José Mourinho

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade