Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Na volta do Imperador, Furacão bate o The Strongest na estreia

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Imperador voltou. Adriano jogou pouco menos de 10 minutos, não balançou as redes, mas participou da vitória do Atlético Paranaense por 1 a 0 sobre o The Strongest, da Bolívia, pelo grupo 1 da Libertadores da América,na Vila Capanema. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou a liderança ao lado do Vélez Sarsfield.

O Furacão abriu o placar aos 22 minutos da primeira etapa, com Paulinho Dias que aproveitou cruzamento na medida para testar. O que parecia um confronto aparentemente fácil, entretanto, se complicou, especialmente na segunda etapa, quando foi necessário administrar o resultado.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense terá pela frente o Vélez Sarsfield, na terça-feira, dia 25 de fevereiro, no Estádio José Amalfitani, em Buenos Aires. Já o The Strongest vai encarar o Universitário, do Chile, na quinta-feira, dia 20 de fevereiro, em casa, no Estádio Rafael M.Castellón.

O jogo – A grande atração da partida estava no banco. O ex-aposentado Adriano começou como opção, enquanto o jovem Mosquito foi o escolhido para o time titular. Com a bola rolando, o Furacão encontrou um adversário com a marcação bem avançada e tocava bola, esperando uma oportunidade para pegá-la desprevenida. Aos cinco minutos, Ederson recebeu em ótima posição e arriscou para grande defesa de Jemio.

O Tigre boliviano chegou com perigo aos nove minutos, com Ríos, que aproveitou jogada ensaiada após cobrança de escanteio para arrematar pela linha de fundo. As equipes erravam muitos passes, deixando a partida truncada. Aos 15 minutos, Natanael abriu espaço, entrou na área e bateu direto para fora. Blitz rubro-negra, primeiro com Mosquito, na frente do gol, arriscando na trave. Na sequência, Ederson chutou e Jemio cedeu escanteio.

A pressão atleticana deu resultado aos 22 minutos. Após jogada de Mosquito, a bola sobrou para Sueliton cruzar na cabeça de Paulinho Dias, que balançou as redes para abrir o placar. O Strongest tentava responder na bola parada. Aos 29 minutos, cobrança de Pablo Escobar, Castro desviou para tirar o goleiro, mas Cleberson afastou o perigo. Aos 36 minutos, Ederson chutou colocado e a bola bateu na rede, pelo lado de fora. A equipe boliviana não demonstrava nenhum poder no ataque.

Para a segunda etapa, as duas equipes retornaram sem modificações. Aos três minutos, Cristaldo levou a bola até a linha de fundo e chutou cruzado para o corte de Paulinho Dias. Aos oito minutos choque de cabeça de Deivid com o goleiro Jemio, que levou a pior e ficou no gramado, causando preocupação. Porém, após dois minutos de atendimento, o camisa 1 estava novamente em pé.

O Strongest tentava sair par ao jogo, mas o Atlético estava bem postado. Aos 14 minutos, Melgar tentou o arremate na pequena área e a zaga apareceu para afastar. Aos 16 minutos, Parada chutou a meia altura e Weverton se esticou para salvar. Com a queda do ritmo, a torcida passou a pedir a entrada do Imperador. Porém, a opção foi por Bruno Mendes e Mirabaje.

O Rubro-Negro não voltou com a mesma força para a segunda etapa e os adversários equilibram as ações. Aos 29 minutos, Ederron recebeu bom lançamento, mas fez falta na zaga ao tentar driblar. Aos 38 minutos, Bruno Mendes mandou um petardo para defesa de Jemio. Aos 40 minutos, finalmente Adriano entrou em campo para estrear e retornar oficialmente ao futebol. Porém, o time estava mais preocupado em administrar o importante resultado e o atacante não foi acionado.

AFP
O Atlético-PR venceu o The Strongest por 1 a 0 com gol de Paulinho Dias (Foto: HEULER ANDREY)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade