Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Oswaldo elogia Penapolense e lamenta falta de tempo para treinar

Do correspondente Diego Diegues Santos (SP)

Na entrevista coletiva após a derrota por 4 a 1 diante do Penapolense, o treinador do Santos, Oswaldo de Oliveira, que conheceu a sua primeira derrota nesta terceira passagem pelo Santos, elogiou a partida realizada pelo adversário e disse que a equipe do interior mereceu a vitória. O comandante santista foi irônico em algumas respostas.

“Parabéns para o Penapolense, que jogou muito bem e mereceu a vitória. Já o Santos não conseguiu reeditar suas grandes partidas”, afirmou o comandante.

Sobre o baixo rendimento dos pontas, Geuvânio e Thiago Ribeiro, o treinador santista foi irônico. “Se isso acontecer a cada oito jogos, eu vou ficar muito satisfeito”, disse.

Oswaldo apontou o pouco tempo de trabalho e a falta de treinamentos para corrigir a equipe em relação às atuações com um homem a mais ou a menos, durante os jogos. “A equipe deve aprender a jogar com um a mais e com um a menos, precisando defender e precisando fazer o gol. Só que com um mês de trabalho e oito jogos, é difícil avançar nessa condição”, afirmou.

Após a expulsão de Gustavo Henrique, o Santos já perdia por 2 a 1, e, mesmo assim, Oswaldo optou por recuar Alan Santos para a zaga e mexer somente na parte ofensiva da equipe, com a entrada de Gabriel, Rildo e Stéfano Yuri nos lugares de Thiago Ribeiro, Geuvânio e Leandro Damião, respectivamente. “Como estavámos perdendo, não quisemos tirar nenhum atacante. E o Alan Santos manteria a velocidade e a qualidade no passe, mesmo na defesa”, declarou.

Ivan Storti/Santos FC
Oswaldo de Oliveira preferiu minimizar as falhas do Santos e exaltar o oportunismo do Penapolense

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade