Futebol - ( - Atualizado )

Paulo André aceita proposta do futebol chinês e deixa o Corinthians

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O zagueiro Paulo André recebeu uma proposta do Shanghai Shenhua e está deixando o Corinthians. Ele aceitou a oferta dos chineses, algo visto com bons olhos pelo clube do Parque São Jorge, que não fazia a menor questão de mantê-lo no elenco e não se esforçou para segurá-lo.

O jogador de 30 anos foi seduzido pelos altos valores apresentados pela agremiação asiática. Ele não treinou no CT do Parque Ecológico na manhã de quarta-feira para acertar os detalhes da transferência, que não renderá dinheiro ao Corinthians.

O time alvinegro tinha 30% dos direitos econômicos do atleta, cujo contrato se encerraria no final do ano. Com a reformulação que está colocando em prática desde o início do ano, a diretoria deixou claro que não pretendia vê-lo em preto e branco por muito tempo.

Paulo André havia recusado, no ano passado, propostas do futebol árabe. Ele disse que pretendia defender o Corinthians até o fim de sua carreira, mas o plano ruiu com a péssima fase atravessada pela equipe desde o último semestre.

Divulgação/Agência Corinthians
Paulo André está de saída do Corinthians após quatro anos e meio (foto: Daniel Augusto Jr.)
O beque vivia ultimamente uma relação tensa com a diretoria e com boa parte da torcida. Suas boas atuações, como a vista na conquista do Mundial de 2012, passaram a ser menos comuns do que suas entrevistas como porta-voz do Bom Senso FC, movimento que cobra mudanças no calendário do futebol brasileiro.

Pouco antes de chegar a proposta do Shanghai Shenhua, o atleta publicou um desabafo vendo-se como alvo de perseguição. Ele defendeu greve após a invasão do centro de treinamento alvinegro no último dia 1º, o que aumentou a resistência por parte das torcidas organizadas.

A passagem de Paulo André pelo Corinthians, iniciada em 2009, vai se encerrar com 153 partidas e dez gols marcados. Ele conquistou um Campeonato Brasileiro, um Mundial, um Campeonato Paulista e uma Recopa Sul-americana. Na Copa Libertadores vencida pelo clube em 2012, por problemas físicos, não chegou a entrar em campo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade