Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Polícia cumpre mandados e dez invasores do CT do Timão são detidos

São Paulo (SP)

Na manhã desta quinta-feira, a polícia cumpre mandados de prisão de cinco corintianos que invadiram o CT Joaquim Grava no último dia 1º. Os suspeitos foram identificados após o clube disponibilizar imagens das câmeras de segurança e 20 pessoas foram reconhecidas, mas por enquanto só há ordem de detenção para cinco. A ação teria começado na madrugada desta quinta-feira, por volta das 4h30, e dez torcedores foram levados à delegacia para averiguação.

Os cinco procurados responderão por variados crimes, inclusive dano ao patrimônio e formação de quadrilha. Segundo o canal Globo News, nove torcedores levados para depor no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) estavam na quadra da torcida organizada “Camisa 12” e outro foi preso na sede da “Pavilhão 9”por porte ilegal de arma.

Entre os cinco suspeitos que têm prisão temporária decretada pela Justiça está um torcedor que foi preso em Oruro, na Bolívia, acusado de envolvimento na morte do garoto Kevin Espada, de 14 anos, que estava na torcida adversária e foi acertado por um rojão durante a partida entre San José e Corinthians, pela Libertadores do ano passado.

No último dia 1º de fevereiro, na véspera da partida entre Ponte Preta e Corinthians, cerca de 100 torcedores foram ao CT Joaquim Grava, na zona leste de São Paulo, para protestar devido à má fase da equipe dentro dos gramados. A manifestação, porém, partiu para violência quando boa parte invadiu as dependências do centro de treinamento e agrediu funcionários, além de ameaçar jogadores e diretores alvinegros. Na ocasião, apesar da presença de viaturas da Polícia Militar, ninguém foi preso.

Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
Apesar de estarem presentes no local, policias militares não agiram durante a invasão do CT alvinegro,

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade