Futebol/Copa do Nordeste - ( )

Polícia prende suspeito de jogar bomba caseira no Castelão

Fortaleza (CE)

A partida da Copa do Nordeste entre Ceará e Treze realizada no último domingo, na Arena Castelão, teve um triste episódio vindo das arquibancadas. No começo da segunda etapa, uma bomba de fabricação caseira foi jogada de um setor onde estavam torcedores do Vozão, em direção à torcida do time paraibano. O suspeito foi identificado e preso. Por sorte, ninguém saiu ferido do estádio.

O suspeito foi detido e levado ao 34º DP de Fortaleza, onde está preso, podendo ser transferido para o 16º DP, delegacia responsável pela área da Arena Castelão. O indivíduo será acusado por tentativa de homicídio. Ele ainda poderá ser indiciado por incitação ao crime, já que fez algumas publicações ofensivas em redes sociais.

A Polícia Civil do Ceará revelou o nome do suspeito em uma nota, afirmando que o detido faz parte da torcida organizada Movimento Organizado Força Independente (Mofi), do Ceará.

Além do suspeito, foram presos outras 22 pessoas, lavrados Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO) por incitação a violência no estádio.

A partida terminou com a vitória do Ceará sobre o Treze por 2 a 0. A equipe cearense lidera o Grupo C da Copa do Nordeste com 11 pontos.

Confira a nota divulgada pela Polícia Civil do Ceará

As Polícias Civil e Militar do Ceará prenderam na noite de ontem, dia 02, durante o jogo Ceará x Treze-Pb, realizado no estádio Castelão em Fortaleza, um homem que jogou contra a torcida do time de Campinas uma bomba de fabricação caseira. O artefato conhecido como “cabeça de nego” possui em sua composição pregos e outros elementos cortantes. A bomba foi jogada do setor C onde estavam torcedores do Ceará para o setor B, onde se concentraram os torcedores do Treze-Pb, ninguém ficou ferido.

O suspeito de jogar o artefato na torcida rival, foi identificado e preso. Trata-se de Glauber Henrique Pinho de Araújo, 19, o “Rick Mofi”. Ele é integrante da torcida organizada Movimento Organizado Força Independente (MOFI). De acordo com o delegado Romero Almeida, que estava de plantão na delegacia do estádio durante a partida, Henrique foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Ele ainda está sendo investigado por incitação ao crime, devido publicações feitas em seu perfil em uma rede social, dias antes do jogo. Ele foi encaminhado ao 34º Distrito Policial (Centro) onde permanece preso e deverá ser transferido ainda hoje (dia 03) para o 16º DP (Dias Macedo), delegacia responsável pela área do Castelão.

Durante o jogo, outras 22 pessoas foram detidas e foram lavrados Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO) por incitação a violência no estádio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade