Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Ação na Justiça comum pode render punição à Lusa, diz Del Nero

Florianopolis (SC)

Participando do workshop da Fifa em Florianópolis, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, alertou que a Portuguesa pode sofrer punições da entidade caso entre com ação na Justiça comum.

“Provavelmente terá punição, já que o estatuto da CBF prevê isso. Não pode entrar na Justiça comum. A recomendação é que se acatem as decisões do STJD”, disse o dirigente esportivo quando perguntado sobre a declaração de Ilídio Lico.

Sempre evitando declarações públicas sobre o assunto, é a primeira vez que um dirigente da CBF se manifesta sobre o caso Héverton. Se a Portuguesa entrar na Justiça comum, a entidade pode até sofrer sanções da Fifa, que proíbe expressamente decisões esportivas tomadas em tribunais e já chegou a exigir explicações da CBF sobre a situação envolvendo a Portuguesa e o Fluminense.

Nesta semana, o presidente da Lusa, Ilídio Lico, afirmou que o clube entrará com um processo para tentar reverter a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que rebaixou a equipe para a Série B do Campeonato Brasileiro. A decisão foi unânime entre o Conselho Deliberativo do Clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade