Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Procurador não descarta denunciar Ceni por chute e ombrada

Bruno Oliveira, especial para a GE.NET São Paulo (SP)

Capitão do São Paulo e um dos principais ídolos da história do clube tricolor, o goleiro Rogério Ceni mostrou irritação durante a derrota por 2 a 0 diante do Palmeiras, neste domingo, no Pacaembu, e tentou acertar chute em Valdivia quando o meio-campista comemorava seu gol. E, em contato com a reportagem da Gazetaesportiva.net, o procurador geral do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Antônio Carlos Meccia, não descartou denunciar o camisa 01, que ainda acertou ombrada no centroavante Alan Kardec.

“Ainda não vi as imagens. Se recebermos o vídeo com esses atos, vou analisar se cabe ou não algum tipo de denuncia”, afirmou o procurador geral.

Caso seja denunciado, Rogério Ceni deve ser enquadrado no Artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê punição de uma a três partidas ao atleta que praticar ato desleal ou hostil durante o jogo. Se os lances forem caracterizados como agressão, o goleiro pode pegar suspensão entre quatro e 12 confrontos.

Em entrevista concedida logo após o duelo deste domingo, Valdivia afirmou não ter percebido a tentativa de Rogério Ceni. O meio-campista e o camisa 1 já haviam se estranhado durante as semifinais do Campeonato Paulista de 2008, quando o atleta chileno teve seu rosto empurrado pelo goleiro após provocá-lo na comemoração de um gol.

“Não vi porque saí comemorando o gol. E o que ele fez não me interessa. Espero que ele não tenha tido a intenção de me acertar, mas não vi”, afirmou o camisa 10, que ainda foi irônico. “Claro, não acredito que um ídolo do futebol brasileiro tenha tentado me acertar. Como não vi, não posso falar”, encerrou.

MarcelloZambrana/Inovafoto
Valdivia comemorou gol com pulso fechado próximo ao goleiro do São Paulo, que tentou acertar chute

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade