Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Reservas do Flamengo cumprem papel e vencem Madureira

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo poupou os titulares, mas não encontrou a menor dificuldade para derrotar o Madureira por 2 a 0,em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã, pela nona rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca. Leozão,contra, e Negueba marcaram os gols que definiram a vitória da equipe rubro-negra, diante de um público muito pequeno.

O resultado fez a equipe da Gávea chegar aos 22 pontos ganhos e se igualar ao Fluminense na ponta da tabela, mas o Tricolor leva vantagem no saldo de gols. A vitória da equipe dirigida por Jayme de Almeida foi justa porque o Flamengo soube aproveitar as chances que apareceram, enquanto o Madureira até que tentou, mas não teve competência para conseguir a reação. O time de Conselheiro Galvão é o sétimo colocado, com 12 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Resende, no Estádio do Trabalhador. O Madureira vai receber o Friburguense, em Conselheiro Galvão.

O jogo - Mesmo atuando com uma equipe reserva, o Flamengo adotou uma postura ofensiva desde os primeiros minutos. O meia Rodolfo se movimentada por todos os lados do campo, tentando abrir espaços na defesa do Madureira. Só aos oito minutos é que surgiu a primeira oportunidade, em chute do volante Muralha que foi bem defendido pelo goleiro Rodrigo.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
Mesmo com o time reserva, o Flamengo venceu o Madureira, resultado que deixa os rubro-negros na cola do Flu
A pressão rubro-negra deu resultado e, aos 11 minutos, o zagueiro Leõzão marcou contra, ao tentar evitar que o cruzamento de João Paulo chegasse aos pés de Rodolfo.

Depois de assegurar a vantagem, a equipe dirigida por Jayme de Almeida passou a tocar a bola com mais tranquilidade, enquanto o Madureira parecia preocupado apenas em evitar que o Flamengo marcasse o segundo gol.

Só aos 22 minutos é que o Tricolor Suburbano chegou na área do Flamengo, em cobrança de falta executada por Carlinhos, mas a bola não levou perigo para Paulo Victor.

Aos 24 minutos, o Flamengo quase ampliou.Gabriel bateu escanteio, Alecsandro desviou e Chicão chegou atrasado, quando tinha tudo para marcar.

O Madureira dependia muito dos chutes de longe. Aos 26 minutos, Bruno Tiago arriscou, a bola bateu na zaga e Carlinhos aparou o rebote, mas seu chute passou longe do gol defendido por Paulo Victor. Aos 31, o melhor momento do Madureira na partida. Víctor Bolt mandou a bomba e Paulo Vítor fez uma grande defesa, evitando o empate.

A resposta rubro-negra veio no minuto seguinte quando João Paulo cruzou, Alecsandro desviou, de calcanhar, e Rodrigo Café fez a defesa.

Arte GE.Net
De tanto insistir, o Flamengo chegou ao segundo gol, aos 39 minutos. Negueba recebeu ótimo lançamento de Muralha e tocou com categoria. O rubro-negro poderia ampliar, aos 40, em chute de Alecsandro que foi bem defendida por Rodrigo Café.

Aos 44 minutos, uma linda jogada quase resulta no terceiro gol. Rodolfo levantou, Alecsandro emendou de bicicleta, e Gilson salvou.

O segundo tempo começou morno e foi o Madureira, o responsável pelo primeiro momento de emoção. Logo aos seis minutos, Romário cruzou, Erazo falhou e Carlinhos, inteiramente livre, cabeceou para fora. Aos 13, Carlinhos soltou a bomba e Paulo Victor fez ótima defesa, impedindo o primeiro gol do Madura.

O time rubro-negro só voltou à área do Madureira, com perigo, aos 17 minutos, em lançamento de Gabriel para Alecsandro, mas a conclusão do ataque foi bem defendida por Rodrigo. Logo depois foi a vez de Muralha dar ótimo passe para Léo que bate forte para ótima defesa do goleiro do Madureira.

O jogo ficou aberto, com o Madureira tentando descontar e, aos 28 minutos, Paulo Victor voltou a aparecer bem, após chute forte de Romário.

O goleiro do Flamengo continuou aparecendo bem e, aos 31 minutos, defendeu com segurança, uma cobrança de falta executada por Rodrigo.

Nos minutos finais, o Madureira desistiu de tentar mudar a história da partida e o Flamengo apenas administrou a vantagem, sem se preocupar em marcar mais gols para tirar o Fluminense, do primeiro lugar na classificação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade