Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Rivaldo Junior marca, mas não impede derrota do Mogi para o Penapolense

Penápolis (SP)

Em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paulista, o Penapolense recebeu o Mogi Mirim no estádio Tenente Carriço e conquistou a vitória por 2 a 1. Com este resultado, o time de Penápolis conquista sua segunda vitória no Paulistão, ultrapassa o Comercial e agora ocupa a terceira colocação do grupo A, com seis pontos. Já o Mogi Mirim volta a perder após duas rodadas e cai para o quarto lugar do grupo D.

Para tentar embalar no estadual, a Pantera do Noroeste recebe o São Bernardo às 19h30 desta quinta-feira, novamente no Tenente Carriço. Na mesma data, o Mogi recebe o Audax às 21 horas, no Romildão. Os dois duelos valem pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

O jogo – Quem começou mais ligado na partida foi o time visitante, em duas oportunidades que saíram dos pés de Rivaldo Junior. Aos quatro minutos, o chute forte do atacante saiu raspando a trave direita, e aos 12 o goleiro Samuel deu rebote em novo chute do jogador, foi driblado por Morato, mas não tomou o gol porque o meia do Mogi bateu para fora.

Aos 19 minutos, o Sapão voltou a levar perigo com Rivaldo Junior, que fez bom lançamento e deixou Everton Heleno cara a cara com o goleiro, mas o chute do meio-campista foi defendido por Samuel Pires. Três minutos depois, Rivaldo Junior, de novo ele, recebeu cruzamento vindo da esquerda e mandou a bola por cima, perdendo grande chance. Após quase tomar o gol, o time da casa acordou no minuto seguinte, quando Rafael Ratão arriscou chute da intermediária e a bola passou por cima, assustando o goleiro Reynaldo.

Comprovando o mais antigo ditado do futebol, o Mogi Mirim não fez o gol quando teve chance, e tomou na sequência. Aos 25 minutos, Petros tocou rasteiro para dentro da área e Alexandro, de carrinho, bateu de esquerda para tirar o zero do placar para o Penapolense.

Mesmo em desvantagem, o Sapão não se abateu e quase empatou três minutos após levar o gol. Bem posicionado, Morato recebeu dentro da área e chutou forte, mas a bola explodiu na trave. Apesar da menção à reação, o Mogi acabou tomando o segundo gol no último minuto da etapa inicial, quando Alexandro cortou o marcador dentro da área e chutou para ampliar a vantagem da equipe mandante.

De tanto insistir no primeiro tempo, Rivaldo Junior enfim foi às redes aos 15 minutos da etapa complementar, quando chutou forte de dentro da área para diminuir. Na comemoração, o atacante ofereceu o gol ao seu pai, o pentacampeão mundial Rivaldo, que assistia ao confronto nas tribunas do estádio.

O atacante voltou a levar perigo aos 35, quando tentou chute cruzado e a bola passou em frente ao gol de Samuel Pires. Sete minutos depois, Douglas Tanque respondeu ao ganhar do marcador na corrida e chutar forte de direita, mas Reynaldo fez boa defesa e o placar seguiu inalterado até o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade