Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Rusga com Adriano faz técnico Portugal ficar pressionado no Furacão

Curitiba (PR)

Há pouco mais de um mês no comando técnico do Atlético-PR, o espanhol Miguel Ángel Portugal já começa a ficar pressionado. Na última terça, o treinador demorou para colocar Adriano no jogo contra o Vélez Sarsfield, da Argentina, e acabou causando insatisfação dos outros jogadores.

A informação é do jornal Gazeta do Povo, que também revelou: pessoas ligadas à diretoria rubro-negra já começam a sugerir nomes para o presidente Mário Celso Petraglia. Até agora, o aproveitamento de Portugal é de 50%, com duas vitórias e duas derrotas, todas na Libertadores.

Rígido na questão física e falante do espanhol, Portugal também é muito questionado pela torcida atleticana, que cobra melhor futebol do time – nem mesmo o triunfo de 1 a 0 sobre o The Strongest, na primeira rodada da fase de grupos, conseguiu satisfazê-la.

Mas, de acordo com o comandante, que tem o desafio de substituir o bom trabalho de Vágner Mancini à altura, tudo é uma questão de falta de ritmo de jogo, algo que poderá ser resolvido em breve. “Todos sentem falta de ritmo e de intensidade. Mas, pouco a pouco, vamos crescer”, disse.

Portugal continuou se defendendo das críticas, mas não tocou no assunto Imperador. “Meu trabalho é bom. Tentamos fazer um time com o que temos, tem muita gente jovem. Mas, com o tempo, esses jogadores vão fazer partidas muito boas”, finalizou.

Enquanto o sub-23, comandado pelo sérvio Petkovic, dedica-se ao Campeonato Paranaense, o elenco principal volta aos trabalhos nesta quinta. O próximo adversário na Libertadores é o Universitário do Peru, fora de casa. O duelo está marcado para o próximo dia 14.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade