Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Santos usa rivalidade e contata advogados de Madri no "caso Neymar"

Do correspondente Diego Diegues Santos (SP)

O Santos segue buscando alternativas para alcançar seus direitos na negociação envolvendo o atacante Neymar com o Barcelona, da Espanha, sacramentada em maio do ano passado. A fim de resolver esta situação da melhor maneira possível, a diretoria santista contatou dois escritórios de advocacia em Madri, na Espanha, com o objetivo de acompanhar de perto os processos contra a equipe catalã.

Insatisfeitos com as explicações do pai e empresário de Neymar acerca dos valores da transferência para o Barcelona, os dirigentes alvinegros tomaram a atitude de entrar em contato com especialistas em direito penal de Madri, rivais do clube catalão. Com essa medida, o Santos espera poder acompanhar mais de perto o desenrolar do caso na Justiça da Espanha e, caso haja necessidade, enviar novos questionamentos à Fifa.

A cúpula santista já recebeu o orçamento de um dos escritórios espanhóis contatados e aguarda a resposta do outro para fechar o acordo sobre quem representará o clube no caso. O advogado do Peixe, Cristiano Cals, afirmou que o Santos já poderia ter acionado a FIFA. Porém, os dirigentes preferem adotar a cautela. “Nós só temos de tomar cuidado para não queimar etapas, mas já podemos entrar na Fifa”, disse

A principal revolta dos dirigentes e torcedores santistas é referente aos 40 milhões de euros (R$ 132 milhões) pagos pelo Barcelona à empresa N&N, que gerencia a carreira do ex-número 11 do Peixe. Todavia, o presidente em exercício, Odílio Rodrigues, não quis entrar em detalhes sobre os contatos dos escritórios espanhóis, assim como o processo que o clube moverá contra o pai do atacante

“A posição do Santos é de muita serenidade, de muito equilíbrio. Estamos lidando com a imagem do maior ídolo do clube nos últimos anos. Queremos ter conhecimento dos contratos, dos processos, formar uma opinião e, a partir dessa opinião, ver qual é a melhor decisão. A primeira coisa importante é ter acesso aos documentos que balizaram a relação comercial entre a empresa do Neymar (pai) e o Barcelona. Só a partir do momento que a gente possa analisar esse processo, é que vamos saber qual é o caminho a ser tomado, se é que há algum caminho a ser tomado. O Santos não quer ser precipitado”, ressaltou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade