Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Sem Guto Ferreira, reservas da Lusa batem Santo André em jogo-treino

São Paulo (SP)

A crise na Portuguesa parece estar bem longe de ter um fim, mas, nesta segunda-feira, no primeiro trabalho do elenco rubro-verde sem o treinador Guto Ferreira, os jogadores reservas deram uma ponta de esperança para a torcida. No CT do Parque Ecológico, a Lusa encarou o Santo André em um jogo-treino, e venceu por 1 a 0, com gol de pênalti de Jean Mota.

Entre as principais promessas da Portuguesa nos últimos anos, apesar de ainda não ter vingado, o jogador, conhecido por atuar no meio de campo, foi o responsável pela lateral esquerda nesta segunda. Desta forma, sob o comando do auxiliar Gerson Sodré, a Portuguesa entrou em campo com: Tom; Alê, Gustavo, Diego Augusto e Jean Mota; Gomes, Rudney, Diego Silva e Rondinelly; Vander e Luan.

Para assumir a vaga deixada por Guto Ferreira, a Portuguesa acertou com o treinador Argel Fucks, que será apresentado oficialmente na manhã desta terça-feira. O novo comandante, no entanto, já teve seu primeiro contato com o atual elenco rubro-verde nesta segunda, quando a equipe goleada pelo Grêmio Osasco Audax, por 4 a 2, voltou a treinar.

Estreante na derrota em Osasco, o lateral Tony, que trabalhou com o novo comandante no Criciúma, falou sobre a contratação. “Mudança de treinador sempre vai mudar alguma coisa no clube, mas depende muita mais da gente para sair dessa situação. O Argel é um grande treinador, já trabalhei com ele, tenta o máximo para que o nosso clube faça bons jogos dentro de campo”.

Já com relação ao mau desempenho da Portuguesa, o time do Canindé tem a pior campanha do Campeonato Paulista até o momento, o lateral prometeu bastante empenho para buscar a recuperação. “No primeiro jogo já deu para sentir que o grupo é bastante aguerrido, não para de correr em nenhum momento, então temos que focar para tirar o time dessa situação”, conclui Tony.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade