Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Souza aponta reação do Corinthians como exemplo para o São Paulo

Helder Júnior São Paulo (SP)

Com uma derrota e três empates como jogador do São Paulo, Souza foi buscar inspiração em um rival para finalmente conquistar a primeira vitória pelo clube do Morumbi. Para o volante, a sua equipe tem condições de seguir o exemplo do Corinthians, que voltou a ganhar depois de uma igualdade em um clássico.

“O jogo contra o Santos serviu como base para nós. Podemos fazer o mesmo que o Corinthians, que cresceu mesmo sem uma vitória contra o Palmeiras, fazendo uma boa apresentação naquele clássico. O importante é manter o ritmo contra quem quer que seja”, comentou Souza.

O jogador se referiu ao empate por 1 a 1 do Corinthians com o Palmeiras, em que o técnico Mano Menezes observou evolução em seu time. Depois do clássico, a equipe do Parque São Jorge encontrou forçar para superar o Oeste (2 a 1) e o Rio Claro (3 a 2) e quebrar uma série de seis partidas sem vitórias (quatro derrotas e duas igualdades).

O São Paulo, ao contrário, já não ganha há quatro rodadas do Campeonato Paulista. Perdeu por 2 a 1 para a Ponte Preta na estreia de Souza e acumulou empates com Portuguesa (0 a 0), São Bernardo (1 a 1) e Santos (0 a 0). Tal qual ocorreu com o Corinthians, seus jogadores se sentiram mais confiantes depois do resultado do clássico.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Souza notou evolução no São Paulo no clássico contra o Santos, em que Ganso foi reserva
Curiosamente, a reação corintiana contou com a participação direta de um ex-são-paulino. O meia Jadson, envolvido na troca pelo atacante Alexandre Pato (impedido de atuar no Estadual), tem se destacado pelo rival. No Morumbi, Paulo Henrique Ganso, seu antigo concorrente, acabou na reserva.

Se realmente voltar a vencer, o São Paulo prejudicará indiretamente o próprio Corinthians, que luta pela classificação no grupo B. O time de Souza passará a enfrentar adversários dessa chave a partir de quarta-feira, diante do XV de Piracicaba. O clássico com os corintianos será no domingo de 9 de março, no Pacaembu.

Sem dar tanta importância à rivalidade, Souza espera colecionar vitórias principalmente para colocar o São Paulo em destaque no grupo A. Seu time ocupa a segunda colocação, com 15 pontos ganhos, três atrás do líder Penapolense. Dessa forma, não teria a vantagem de atuar em casa na fase seguinte do Campeonato Paulista.

“Queremos a primeira posição não só pelo conforto de jogar no Morumbi, mas também pela grandeza do São Paulo. Não podemos ficar pensando em segundo lugar. A intenção é olhar o clube lá em cima, na ponta, ouvindo comentários positivos. Pretendemos ficar bem falados”, almejou Souza.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade