Futebol/Campeonato Mineiro - ( - Atualizado )

Substituto de Autuori vê "resultado horrível" e "atuação satisfatória"

Juiz de Fora (MG)

Renê Weber preferiu elogiar os reservas do Atlético-MG a cobrá-los após a derrota por 2 a 0 para o Tupi. A viagem à Venezuela para a estreia na Copa Libertadores tirou os titulares da partida e também o técnico Paulo Autuori, que deixou a equipe sob comando de seu auxiliar.

“O resultado foi horrível, mas a atuação foi satisfatória dos jogadores jovens. Não se pode cobrar uma equipe que praticamente fez seu segundo jogo. Você pode cobrar empenho, mas não dinâmica de jogo. A gente parabenizou o empenho, todo o mundo procurou fazer as funções passadas”, disse Weber.

“A ideia era colocar os jogadores que estavam sem forma. Foi importante ver o Lucas Cândido participar de um jogo por mais tempo. Pudemos observar alguns jogadores que não tiveram oportunidade de jogar muito, como o André, o Renan Oliveira e o Leonardo. E foi bom para observar os garotos”, acrescentou.

Para Renê Weber, o número de oportunidades criadas em Juiz de Fora foi satisfatório. Leonardo e Marion tiveram boas chances e acabaram errando a pontaria ou a escolha – após ótima jogada pela esquerda, Marion entrou livre na pequena área e optou por passar a bola.

“Faltou o gol, mas, se não me engano, foram três chances boas. É uma quantidade significativa para uma equipe que não joga junto. Erramos muitos passes, o que é comum quando não há entrosamento, mas o Lee não fez nenhuma grande defesa. Tirando o resultado horroroso, não temos nada a reclamar do empenho”, concluiu o auxiliar de Autuori.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade