Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Técnico por 15 minutos, goleiro Bruno vira "professor" no Palmeiras

São Paulo (SP)

Com a expulsão de Gilson Kleina e de seu auxiliar, Juninho, Bruno virou técnico do Palmeiras nos últimos 15 minutos da vitória sobre o XV de Piracicaba, nessa quarta-feira. A função virou motivo de brincadeira até de Paulo Nobre, com os colegas chamando o goleiro reserva de “professor”.

“O Gilson e o presidente Paulo Nobre brincaram bastante comigo após o jogo. Os jogadores também, me chamaram de professor. Falei que estou à disposição se precisarem”, contou o jogador, sorrindo.

Na curta experiência como treinador, Bruno efetuou a substituição de Mazinho por Diogo e viu o atacante iniciar a jogada do golaço que garantiu os três pontos, marcado por França. Episódio que aumentou os gracejos com o goleiro.

“Mas, falando sério, orientações para os companheiros eu sempre dei. Todos os jogadores respeitam, sabem que é para o bem do Palmeiras. Enfim, foi legal e nunca havia acontecido algo como ontem”, apontou.

Durante a última passagem de Luiz Felipe Scolari, Bruno já tinha trabalhado como preparador físico enquanto não jogava, já que eram limitadas as opções como auxiliar e o técnico preferia levar Flávio Murtosa e não ter Anselmo Sbragia no banco. O goleiro comandava o aquecimento dos colegas durante os jogos.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Aos 29 anos, Bruno deu orientações a jogadores mais velhos, como Fernando Prass, e diz ser uma prática comum
Bruno gostou das funções, mas não é só pelo conhecimento do dia a dia que pretende executá-las no futuro. O goleiro fez curso online de esportes e sociedade na Universidade de Duke, nos Estados Unidos.

“Fiz curso de educação física pensando no meu futuro. Estarei mentindo se disser que nunca pensei em ser treinador ou auxiliar. Se não for isso, cogito também um cargo burocrático, sei lá. Durante minha carreira, sempre absorvi coisas boas de todos os treinadores com os quais trabalhei, tenho um conhecimento grande de diferentes treinos”, falou o goleiro de 29 anos, há 17 no Palmeiras e com contrato até o fim de 2015.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade