Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Substituição de Douglas por Jadson dá sequência à reformulação alvinegra

São Paulo (SP)

O técnico Mano Menezes considera “extremamente necessária” uma reformulação no elenco do Corinthians. Ainda assim, só a faz de acordo com as possibilidades de mercado e do clube alvinegro. Foi assim com a chegada do meia Jadson, vindo do São Paulo em troca com Alexandre Pato, e a saída de Douglas para o Vasco.

“Já disse que o Corinthians precisa começar a parar de olhar para trás e olhar para a frente. Todos os jogadores têm muita qualidade, mas já faz um bom tempo que estamos esperando a reação, e ela não está vindo. Quando isso acontece, não dá para esperar mais. Temos que entender algumas questões para construir um novo grupo”, argumentou Mano.

A reformulação do Corinthians em 2014 começou através do próprio Mano Menezes, substituto do campeão mundial Tite. Além dele, o clube trouxe os laterais Fagner (para o lugar do aposentado Alessandro) e Uendel (substituto do lesionado Fábio Santos). O volante Bruno Henrique ainda será apresentado como mais um reforço do meio-campo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Mano quer que o Corinthians olhe para a frente e reformule o elenco campeão mundial com Tite
Com dificuldades financeiras, o Corinthians poderá utilizar mais vezes os seus atletas como moedas de troca, como fez com o muito contestado Alexandre Pato. “Quando surgem oportunidades, temos que aproveitar. Respeitamos os atletas, mas quem comanda precisa tomar atitudes nessa hora. Não estamos oferecendo ninguém no mercado. Levamos adiante as negociações que são boas para todos”, comentou Mano.

Não é só para mudar os seus titulares que o Corinthians pensa em se reforçar. O treinador também gostaria de contar, por exemplo, com um reserva à altura do centroavante peruano Paolo Guerrero.

“O Pato não se sentia como um substituto do Guerrero. Quando o colocamos assim, ele saiu muito da área, jogou mais distante, criando dificuldades. Temos certamente que encontrar outro jogador no mercado que possa, com uma característica um pouco diferente, dar velocidade e profundidade ao time”, concluiu Mano Menezes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade