Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Túlio Maravilha, enfim, marca o polêmico milésimo gol da carreira

Araxá (MG)

O dia tão esperado na carreira de Túlio Maravilha, enfim, chegou. Neste sábado, o atacante de 44 anos conseguiu chegar ao sonhado milésimo gol da carreira. A camisa do histórico lance era alvinegra, mas não do Botafogo, clube pelo qual ficou consagrado com o número 7. Desta vez, o feito foi conquistado com o uniforme do Araxá, equipe do Módulo II do Campeonato Mineiro.

Depois de ver o seu projeto fracassar no futebol do Espírito Santo, quando abandonou o Vilhavelhense com 999 gols marcados na carreira – segundo suas próprias contas -, Túlio assinou contrato com o Araxá Espore Clube para disputar a segunda divisão do Campeonato Mineiro. Sendo assim, o dia histórico chegou: na tarde de 8 de fevereiro, o milésimo foi feito.

A oportunidade de balançar as redes foi idêntica a de Romário e Pelé, que também chegaram ao número histórico de gols na carreira. Aos 27 minutos do duelo entre Araxá e Mamoré, realizado no Estádio Fausto Alfim, o árbitro marcou pênalti para o Ganso do Triângulo Mineiro. Era o momento ideal. Túlio Maravilha foi com tranquilidade para a bola, bateu no canto esquerdo e balançou as redes.

Se não foi com uma bicicleta, como o artilheiro havia planejado em entrevista à GazetaEsportiva.Net, o lance ainda teve um diferencial para Túlio Maravilha. De acordo com o atacante, Pelé e Romário cobraram no canto direito, mas o jogador de 44 anos quis ser diferente e enganou o goleiro do Mamoré ao chutar no lado esquerdo. Com muita festa, dedicou o milésimo à esposa e aos filhos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade