Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Único 100%, Verdão liga alerta contra empolgação por vencer clássico

William Correia São Paulo (SP)

O Palmeiras terminou a quinta rodada do Campeonato Paulista mantendo-se como o único time com 100% de aproveitamento, mas com o ingrediente a mais de ter vencido o São Paulo nesse domingo. Agora, o discurso é de que a vitória no clássico não gere empolgação e, consequentemente, acabe com a principal virtude do time: humildade e respeito por qualquer adversário.

“A vitória em clássico e a sequência de cinco vitorias são muito legais, mas temos que ligar o alerta também. Não é porque vencemos que está tudo certo. São naturais algumas falhas aqui ou ali e temos que corrigir, ser o mais perfeito possível porque a competição é longa”, indicou Alan Kardec.

Em meio à festa da torcida pelo primeiro triunfo em clássico desde 2012, o time segurava a festa interna. “Significa muita coisa para o torcedor, mas não significa nada porque não ganhamos nada. Dá mostras de que queremos muito neste ano e esperamos continuar assim. Nosso foco já é o próximo jogo. Pés no chão e humildade, continuar trabalhando como agora”, ensinou Valdivia.

A receita para ganhar no Choque-Rei foi ser humilde para anular os principais pontos do adversário e, depois, se aproveitar da própria aplicação tática para marcar os gols. É isso que não pode mudar e que os jogadores prometem continuar se cobrando até garantir um título no centenário palmeirense.

“A diferença que está nos dando ainda resultados é a aplicação dentro de campo, sabendo a hora de marcar, onde tem que marcar, muita atenção na bola parada. Isso que temos que continuar fazendo. Cinco vitórias em cinco jogos é importante, mas não é tudo. Tudo é o título”, afirmou Valdivia.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Alan Kardec pede comemoração contida depois da quinta vitória em cinco rodadas no Paulista
O discurso é de que o clássico foi “só mais um teste”. “Para nós, sempre é prova de fogo, sempre é um jogo especial, sempre precisamos de dedicação a mais”, disse Valdivia. “Já passamos por outro teste na primeira partida do campeonato, com pouco tempo de treinamento contra um time que treinava há meses. Todos sabemos o peso de clássicos, mas são vários testes”, concordou Kardec.

O elenco sabe que não pode se empolgar porque, na próxima fase, a sequência no Estadual será decidida em jogo único. “Não representa nada ainda. São cinco vitórias, 15 pontos, mas em um campeonato que está no seu primeiro terço. Depois vem a fase eliminatória e uma derrota te tira da competição. Precisamos de pés no chão e valorizar o próximo jogo”, falou Prass, de olho já no XV de Piracicaba, rival fora de casa na quarta-feira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade