Futebol - ( - Atualizado )

Verdão cede renda e tira exemplo de garoto que precisa de transplante

William Correia São Paulo (SP)

A entrevista coletiva de Gilson Kleina nesta quarta-feira teve uma presença especial. Lucas Neres, de 16 anos, é um palmeirense que mora em Brasília (DF) e precisa de um transplante de pulmão, em cirurgia que custa mais de R$ 700 mil. Lutando pela vida, o garoto recebeu a renda do jogo de basquete do clube na terça-feira e, nesta quarta-feira, foi à Academia de Futebol. Virou exemplo.

“É um exemplo de vida que vai ser exemplo para o nosso grupo não só no vestiário, mas no jogo. Ele luta pela vida, e tem o nosso apoio. Não queremos ser o exemplo dele, mas que ele conte conosco. O grupo do Palmeiras é humano e vamos estar juntos nesta briga. Junto com o Palmeiras, vai sair vencedor, tenho certeza disso”, comentou o técnico.

O treinador se emocionou com a situação do garoto, que foi ao centro de treinamento acompanhado pelos pais. Lucas sofre de insuficiência respiratória, provocada por uma doença chamada bronquiolite obliterante. Foi necessário retirar o pulmão esquerdo dele, quando bebê, e o direito funciona com apenas 25% da capacidade. Ele respira graças a um balão de oxigênio 24 horas por dia.

O transplante de pulmão que Lucas precisa só pode ser feito no Canadá. Para ajudar na busca por R$ 711 mil, o Palmeiras cedeu cerca de R$ 4.200,00, renda da vitória do Palmeiras/Meltex sobre o Goiânia pelo Novo Basquete Brasil (NBB), nessa terça-feira. O garoto acompanhou todo o duelo no Ginásio Palestra Itália.

Do elenco do futebol, Lucas já teve a promessa de Lúcio, que também é do Distrito Federal e planeja leiloar uma camisa sua para ajudar o palmeirense, além de visitá-lo nesta semana. Lucas recebeu das mãos do zagueiro um kit exclusivo do Plano Ouro do Sócio Avanti - o clube cedeu a anuidade do sócio-torcedor a ele. O torcedor é fã não só do pentacampeão, mas também de Valdivia, Alan Kardec e o ex-goleiro Marcos.

Divulgação
Lucas Neres precisa de R$ 711 mil para melhorar (Crédito da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Lucas, contudo, desperta admiração de quem ele admira. “Quero que todos tenham a mesma fé que tenho. Tenho uma doença, mas Deus é poderoso. Que se espelhem em mim para vencer. Sou um lutador e vou conseguir vencer”, disse o garoto, que deu entrevista coletiva e mandou um recado a Kleina. “Que ele tenha a mesma fé que eu e raça para vencer. Quero um título neste ano.”

O técnico se emocionou com a história do garoto. “Ele foi pé quente, fez o basquete ganhar. Tem que fazer o futebol ganhar também. Vamos fazer de tudo para deixar o Lucas mais feliz ainda. Quem sabe, não será o nosso convidado se ocorrer uma grande conquista”, apostou Kleina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade