Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Zé Paulo e Cachito Ramírez se salvam e ganham elogios de Mano

São Paulo (SP)

A derrota por 2 a 0 para o Bragantino aumentou a crise do Corinthians e deixou o elenco ainda mais pressionado. No entanto, na avaliação do técnico Mano Menezes, dois jogadores se salvaram na partida no Pacaembu: os meio-campistas Zé Paulo e Cachito Ramírez.

A dupla foi a novidade do treinador para a partida. Apesar do tropeço, o técnico demonstrou que deve dar cada vez mais chances a Zé Paulo, que foi um dos destaques do Corinthians na edição passada da Copa São Paulo de Futebol Júnior e fez sua estreia nos profissionais nesta quarta-feira.

“Certamente, não era o momento ideal para um jovem. Seria importante entrar em circunstância melhor, com a equipe mais definida e com resultados a favor, mas não posso esperar mais, preciso criar fatos novos. Gostei da estreia dele, porque teve personalidade, jogou e fez a função como deferia”, avaliou o comandante.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Zé Paulo fez sua estreia na equipe principal do Corinthians na derrota para o Bragantino
No decorrer do segundo tempo, Mano ainda aproveitou para dar mais liberdade ao garoto. “Na última parte, quando puxei o Emerson mais para trás, ele jogou como vinha fazendo na Copinha, dando alternativa. Tem força física e certamente vai crescer, pelo que vimos antes e nesses dias em que está convivendo com a gente”.

Zé Paulo, de 19 anos, foi promovido aos profissionais dois dias depois do vice-campeonato na Copinha, assim como o zagueiro Pedro, o volante Fabiano e o lateral esquerdo Guilherme Arana.

Além do garoto, Mano apostou também em Cachito Ramírez para o fracassado duelo contra o Bragantino. Contratado pelo Alvinegro em 2011, o peruano foi emprestado à Ponte Preta no ano passado, voltando no início desta temporada ao clube da capital, em meio à dúvida sobre seu futebol.

Porém, o treinador gostou do que viu nos trabalhos diários no CT e decidiu colocar Cachito entre os titulares no Pacaembu, vendo o peruano como melhor corintiano em campo na derrota.

“Ele foi bem. Não jogava há bastante tempo, mas começou a treinar muito bem. No início, eu estava mais para um empréstimo dele, mas trabalhou, dedicou-se desde o primeiro dia e recebeu oportunidade por causa disso. Quero ser justo com os atletas, entendo que isso vai dar chance para eles entrarem e fazerem o melhor. Gostei desses aspectos”, acrescentou.

Os elogios de Mano Menezes não garantem à dupla a garantia de titularidade em 2014, mesmo com a saída de Douglas, a má fase de Danilo e a pouca resposta em campo de Rodriguinho. O técnico tem convicção de que os donos das posições na armação serão Renato Augusto e Jadson, que chega na troca por Alexandre Pato. A ideia do técnico é ter Zé Paulo e Cachito como suplentes imediatos dos dois.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade