Atletismo/Mundial Indoor - ( - Atualizado )

Fabiana Murer faz sua melhor marca do ano, mas termina sem medalha

Sopot (Polônia)

A brasileira Fabiana Murer chegou perto, mas não conseguiu conquistar uma medalha no Mundial Indoor de Sopot. Campeã na edição disputada em Doha-2010, a competidora do salto com vara alcançou sua melhor marca na temporada neste sábado, o que foi suficiente para deixá-la apenas no quarto lugar

Com um salto de 4,70m, a cubana Yarisley Silva conquistou o título mundial indoor. Uma das principais rivais de Fabiana Murer, a atleta caribenha conseguiu resultados importantes nos últimos anos, como a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e o bronze no Mundial de Moscou-2013 (ao ar livre).

A russa Anzhelika Sidorova, a tcheca Jirina Svobodova e Fabiana Murer também alcançaram a marca de 4,70m. No salto com vara, o número de tentativas equivocadas define a colocação final das competidores e, por este critério, a brasileira acabou fora do pódio.

Fabiana Murer chegou ao Mundial Indoor com 4,63m como melhor marca da temporada. Na briga pela medalha, a brasileira superou duas vezes o registro (4,65m e 4,70m). Nas duas últimas tentativas de passar o sarrafo a 4,75m, ela errou a passada e não chegou a tentar o salto.

AFP
A saltadora cubana Yarisley Silva conquistou a medalha de ouro no Mundial Indoor de Sopot. Crédito: Johannes Eisele
Treinada pelo marido Elson Miranda, Fabiana é a única brasileira com títulos mundiais indoor (Doha-2010) e outdoor (Daegu-2011) – ela detém o recorde sul-americano nas duas modalidades. O próximo desafio da saltadora é o Sul-americano de Santiago do Chile, já em curso.

Após a quarta colocação de Fabiana, o Brasil se despede do Mundial Indoor de Sopot. Com uma delegação formada por apenas sete competidores, o País medalhou na competição pela sétima vez consecutiva, já que Mauro Vinícius da Silva, o Duda, foi bicampeão no salto em distância.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade