Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

À espera de Renato Augusto, Mano diz que não gosta de três volantes

Helder Júnior São Paulo (SP)

Renato Augusto será titular do Corinthians assim que as suas condições físicas inspirarem confiança em Mano Menezes. Nesta sexta-feira, o técnico reconheceu que pretende utilizar o meia no lugar de um dos seus três volantes, conforme já testou em treinamento.

Segundo Mano, o Corinthians só passou a contar com um trio de contenção (formado por Ralf, Guilherme e Bruno Henrique) no seu meio-campo porque enfrentava uma crise no Campeonato Paulista. O sistema tático mais cauteloso foi a estratégia adotada para o time reagir.

“Por preferências de futebol, não gosto de jogar com três volantes. A necessidade do momento, de estancar uma situação que havia aqui, de sucessivas derrotas, me fez pensar além das minhas preferências. O técnico deve ter esse entendimento”, explicou Mano.

Divulgação/Agência Corinthians
Mano tira o chapéu e guarda um lugar no time para Renato Augusto (foto: Daniel Augusto Jr.)
A estratégia funcionou. Conforme o próprio treinador enalteceu diversas vezes, o Corinthians ficou seguro para atacar com a sua defesa protegida por Ralf, Guilherme e Bruno Henrique. “Isso não quer dizer que vamos jogar com três volantes a vida inteira. A equipe pode continuar evoluindo, e isso passa por pequenas mudanças de características. O Renato pode ser esse jogador”, avisou.

Durante esta semana, Mano chegou a observar Renato Augusto ao lado de Jadson na armação do Corinthians, no final de um treinamento coletivo. O escolhido para sair na ocasião foi Guilherme, que teve uma atuação ruim na derrota por 3 a 2 para o São Paulo.

“A partir do momento em que tenho dois jogadores da qualidade de Renato Augusto e Jadson, fico com a obrigação de, no mínimo, pensar a equipe com eles. Estou começando a trabalhar assim para fazer a mudança logo aí na frente. É normal usar os treinos para ir encaixando as ideias”, comentou o técnico.

Por enquanto, contudo, o Corinthians seguirá com os seus três volantes. Será assim contra o Penapolense neste domingo, fora de casa, em jogo decisivo para a equipe no Campeonato Paulista. Renato Augusto ainda merece cuidados especiais em virtude de sua fragilidade física - até porque o lateral esquerdo Fábio Santos é outro que está de volta após longo período de inatividade.

Mesmo sem dois armadores, Mano prometeu um Corinthians ofensivo em Penápolis. “Nem sempre vencer significa colocar mais atacantes. Às vezes, a segurança do meio-campo te aproxima mais da vitória. Você pode não ser tão brilhante, mas é mais seguro. E equipes inseguras não ganham jogos”, analisou o técnico que se diz contrário aos três volantes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade