Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Abel reclama de mais um jogo fora do Beira-Rio: “Isso é horroroso”

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A paciência do técnico Abel Braga com a questão do Beira-Rio definitivamente se esgotou. Nesta sexta, o treinador do Internacional fez duras críticas ao fato de o time não poder enfrentar o Cruzeiro-RS, neste sábado, pelo Gauchão, em seu estádio. As declarações foram dadas durante a coletiva desta sexta-feira, no CT do Parque Gigante.

“A gente jogou a competição inteira com o intuito de fazer o maior número de pontos para decidir em casa nas fases decisivas. Adiantou o quê? Não adiantou nada. Vamos jogar fora de casa da mesma maneira”, disparou Abelão. “O Inter continua sem casa, sem destino. Essa coisa de que o jogo não pode ser realizado por causa da festa não existe, é conversa para boi dormir. Festa mesmo é o time em campo nesse estádio maravilhoso com o torcedor, mas as pessoas estão fazendo tudo para que isso não aconteça”, disse o técnico.

Divulgação/Internacional
O Beira-Rio foi reformado para sediar partidas da Copa do Mundo deste ano (foto: João Linck)
O Internacional decidiu não atuar diante do Cruzeiro-RS em seu estádio para não atrasar os últimos detalhes para o festival de reinauguração do estádio, que ocorrerá nos próximos dias 5 e 6. Neste Gauchão, a equipe jogou duas vezes no Beira-Rio, o que animou Abel, que esperava que o retorno seria em definitivo, o que não ocorreu. A partida de sábado será no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

“Já teve jogo aqui há um mês, e agora não tem mais. Por quê? Um mês depois o negócio piorou? Se piorou, tem alguém atrapalhando. Me faz entender isso, a obra não parou. Não estou preocupado com festa, eu quero é ver meu time em campo, e o campo que vamos jogar não é nosso. Isso é horroroso”, prosseguiu o técnico, irritado com a demora em voltar para a nova casa.

Apesar da irritação de Abel, o treino desta sexta traz uma notícia positiva para o torcedor colorado: o atacante Maurides, depois de oito meses parado por lesão, voltou a treinar com o grupo principal. O jogador se lesionou gravemente ao errar um salto mortal na comemoração do seu primeiro gol pelo profissional do Inter, em uma vitória por 3 a 1 sobre o América-MG, pela Copa do Brasil do ano passado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade