Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Agora são-paulino, Pato questiona polêmica e diz não ter errado

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Criticado por corintianos assim que a publicou, Alexandre Pato decidiu apagar a mensagem que havia escrito no Twitter para comemorar a "grande vitória" do São Paulo, no domingo. Depois, entretanto, ele a republicou, convencido de que não tinha cometido erro algum, mesmo posicionamento que defendeu em entrevista na tarde desta segunda-feira.

"Fiquei muito feliz pela conquista dos meus companheiros. Acho que não falei nada de errado, entenderam de modo errado", disse o atacante, ao argumentar que, por ter sido emprestado, agora defende os interesses de sua nova equipe e torce por ela.

"Foi um jogo emocionante, que valeu a pena ver. Eu queria estar ali e não pude jogar por contrato. Hoje sou jogador do São Paulo. Por alguns meses, vou ser torcedor do São Paulo ainda. Tenho contrato de empréstimo e vou ser torcedor, porque defendo as cores do São Paulo. É o time que estou defendendo", justificou o (nem tanto) ex-corintiano – seu vínculo com o Corinthians só vence um ano depois do término do empréstimo ao São Paulo.

É por conta desse vínculo, segundo Pato, que ele mantém até agora uma imagem de fundo com a camisa alvinegra em sua conta no micromensageiro. O curioso é que a imagem principal traz o jogador segurando o uniforme do São Paulo. Uma incongruência que motivou todo o tipo de comentários no domingo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Após a vitória do São Paulo sobre o Corinthians, Alexandre Pato publicou mensagem polêmica nas redes sociais
"Como tenho vínculo com o Corinthians, por respeito, deixei ali a imagem. Não tenho problema de (a imagem) estar no fundo. Na capa, estou com a camiseta do São Paulo. Muitas pessoas entenderam errado. Eu só cumprimentei meus companheiros. Todos viram que foi um grande jogo", reforçou.

Uma das pessoas que entenderam errado – de acordo com a resposta de Pato – foi Mário Gobbi. O presidente do Corinthians comentou a atitude do jogador ainda no Pacaembu, pouco depois da derrota no clássico.

"O que o Pato esqueceu é que, em janeiro de 2016, ele tem que se apresentar na Rua São Jorge, 777, quinto andar. Algumas coisas mostram que pessoas não sabem ganhar. O Corinthians só ganhou tudo nestes seis anos porque soube perder e também soube ganhar, é uma dádiva", opinou, irritado.

No acordo entre os dois clubes, que levou Jadson para o Parque São Jorge, ficou decidido que tanto Pato quanto o meia só poderiam enfrentar suas antigas equipes com o pagamento de uma multa. Neste domingo, o Corinthians respeitou o contrato e não usou seu reforço, enquanto o agora são-paulino já estaria impossibilitado de atuar por ter excedido o limite de jogos por outro time no Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade