Futebol/Campeonato Mineiro - ( - Atualizado )

América-MG vence Guarani com gol polêmico e mantém vivo sonho do G4

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG segue reagindo no Campeonato Mineiro. Nesta quarta-feira de cinzas, o Coelho foi até Divinópolis para enfrentar o Guarani, e mesmo sem fazer uma apresentação brilhante conquistou mais três pontos importantes para brigar pelas semifinais do Estadual. O triunfo por 2 a 1 foi facilitado pela expulsão de Willian ainda no primeiro tempo de jogo no Farião.

O primeiro gol do jogo foi anotado por Renato Santos em um desvio de cabeça que acertou o travessão do goleiro George e voltou para o chão, o árbitro auxiliar entendeu que a bola entrou e o gol foi confirmado. No segundo tempo, Michel Cury empatou para o Bugre e Tchô recolocou o América-MG em vantagem no finalzinho. Com o resultado, o Coelho chega aos 11 pontos e mantém vivo o sonho de chegar ao G4.

Na sequência do Campeonato Mineiro, o América-MG terá compromisso no próximo domingo, enfrentando o Villa Nova, no estádio Independência. Já o Guarani volta a atuar em casa, recendo o Atlético-MG, no Farião, em Divinópolis.

O jogo – O duelo no Farião começou com equilíbrio de forças, mas com o América-MG mostrando um pouco mais de recursos ofensivos, principalmente com o avante Obina, responsável pelos dois primeiros chutes em gol do Coelho. Com o passar do tempo, o cenário no Farião passou a apresentar os visitantes com mais posse de bola e um Guarani tentando o contra-ataque.

A principal alternativa americana para chegar ao gol de George foi através da bola área, na maioria das vezes em cobranças de escanteio e de faltas pelas laterais do campo. Preocupado com o posicionamento da equipe, o técnico Leston Júnior tentou corrigir as falhas do Bugre, principalmente na saída de bola ruim da defesa para o ataque.

Além da falta de criatividade no meio-campo do Guarani, o excesso de faltas violentas também chamou atenção em Divinópolis. Com 21 minutos do primeiro tempo o time da casa já tinha um jogador expulso, facilitando a vida do América-MG. A curiosidade é que Willian recebeu cartão amarelo antes do primeiro minuto de jogo, e a expulsão veio com o segundo amarelo, mas não por falta ríspida, e sim por simular ter sofrido uma pancada.

Em vantagem no número de atletas em campo, o Coelho assumiu as rédeas do confronto, mas deixou de usar as laterais para abusar de tentativas pelo meio, com pouco sucesso. Com isso, o Guarani ainda conseguiu levar algum perigo contra Matheus nas vezes que chegou ao campo de ataque, irritando o técnico Moacir Júnior.

Aos 36, o gol do América-MG saiu em uma jogada polêmica. Após cobrança de escanteio pela direita, o zagueiro Renato Santos desviou, de cabeça, a bola acertou o travessão de George e voltou para o chão, o árbitro auxiliar entendeu que a bola entrou e o gol foi confirmado. O replay da TV não é claro, e a dúvida prevaleceu gerando reclamação do Guarani.

Na volta para a etapa final, o Coelho diminuiu o ritmo, e mesmo o Guarani com um jogador a menos em campo conseguiu manter o jogo equilibrado, criando algumas chances de empatar o jogo. Aos nove minutos, Michel Cury cobrou falta com maestria, o goleiro Matheus se esticou todo, mas não alcançou e o Bugre conquistou a igualdade no marcador.

O gol dos donos da casa deixou o técnico Moacir Júnior muito nervoso com a equipe. Para tentar recolocar o Coelho em vantagem no placar, o treinador acionou o atacante Ricardinho, e pediu aos comandados que adiantassem as linhas de marcação. Com isso, o América-MG passou a ter mais posse de bola ofensiva, mas com dificuldades para furar o bloqueio do Guarani.

Apesar das duas equipes precisarem da vitória, o que se viu nos últimos 15 minutos de jogo foi uma partida morna, com poucas oportunidades de gol. Aos 45, brilhou a estrela do armador Tchô, que ficou apagado durante todo o jogo, mas no finalzinho fez uma jogada individual, limpou a marcação e finalizou cruzado para estufas as redes e garantir a vitória do Coelho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade