Futebol/Campeonato Espanhol - ( - Atualizado )

Ancelotti repreende Di Maria por pedir para não jogar antes de clássico

Madri (Espanha)

Conhecido por seu estilo incansável dentro das quatro linhas, o meia argentino Angel Di Maria pediu, há pouco menos de uma semana, para não entrar em campo na partida contra o Málaga, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol. O motivo: o canhoto está pendurado e, se levar um cartão amarelo, desfalcará o Real Madrid no superclássico diante do Barcelona, daqui a dois finais de semana, no Santiago Bernabéu. Porém, o treinador merengue, Carlo Ancelotti, parece não ter gostado do raciocínio do jogador.

Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, na capital espanhola, o técnico italiano se disse surpreso com a declaração de Di Maria e deixou subentendido que escalará, sim, o argentino no duelo deste sábado. “Não sei o que ele disse. Se ele falou que não quer jogar diante do Málaga para se preservar, eu me surpreendo, pois o jogo mais importante é o de amanhã. Vou colocar o melhor time sem pensar que alguém possa tomar cartão. Sei a equipe, mas não vou dizer. Mas se o Di María joga e toma o cartão, pois diante do Barça atua outro e pronto. Não acontece nada”, explicou Ancelotti, minimizando a importância do canhoto para a equipe merengue.

Ainda sobre este assunto, o comandante do Real Madrid se utilizou de uma fábula para revelar qual é a filosofia adotada por ele com os seus atletas na equipe espanhola. “Estou tranquilo com o time, sei que está centrado. Tem uma lenda que fala de um leão e uma gazela. O leão se levanta pensando em correr para comer. Se não corre, não caça. E a gazela se levanta pensando em correr para que o leão não a pegue. E eu disse a meus jogadores que dá na mesma que se levantem pensando em ser leões ou gazelas, que o importante é correr”, filosofou o italiano.

AFP
Angel Di Maria pediu para ser poupado do duelo contra o Málaga, mas não agradou ao treinador Carlo Ancelotti

Neste momento, o Real Madrid ocupa a liderança isolada do Campeonato Espanhol com 67 pontos, três a mais que o Atlético de Madri, e quatro acima do rival Barcelona. Antes de duelar com os catalães no próximo dia 23, porém, a equipe blanca encara o Schalke 04, terça-feira, pelo jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa – venceu por 6 a 1 na ida, na Alemanha – e o Málaga, neste sábado, às 16 horas (de Brasília), fora de casa.

O time de La Rosaleda não vive bom momento e é apenas o 14º colocado do Campeonato Espanhol, com 29 pontos – três a mais que o Almería, última equipe dentro da zona de rebaixamento. Apesar da teórica fragilidade do rival, Ancelotti não teme que o seu Real Madrid entre em campo pensando nos desafios – mais importantes – da próxima semana.

“Não tenho medo de que relaxem. Confio no caráter destes jogadores. Sabem que o jogo contra o Málaga é tão importante como o do próximo domingo. Não há relaxamento. O destino está em nossas mãos e temos que lidar bem com ele. Temos uma pequena vantagem sobre o Barça e o Atlético e temos que fazer bem a nossa parte sem esperar o resultado dos demais. Temos que jogar pensando em nós”, decretou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade