Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Andrés Sanchez lamenta morte de operário na Arena Corinthians

São Paulo (SP)

Responsável pelo gerenciamento das obras da Arena Corinthians, o ex-presidente do clube paulista Andrés Sanchez divulgou uma nota, por meio de sua assessoria de imprensa, para lamentar a morte do operário Fábio Hamilton da Cruz, que não resistiu aos ferimentos depois de ter sofrido uma queda durante a instalação das arquibancadas provisórias no setor sul do estádio.

“Lamento esse incidente com o funcionário da empresa Fast Engenharia e me solidarizo com a família. Peço que neste momento as pessoas rezem por ele”, afirmou Andrés.

O dirigente disse que estava viajando quando recebeu a notícia do acidente, que ocorreu na manhã deste sábado. “Ao saber do estado de saúde do operário, retornei imediatamente para a cidade. Assim que cheguei a São Paulo e estava me dirigindo para o hospital, fui informado da morte dele”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Andrés Sanchez lamentou o segundo acidente fatal nas obras do futuro estádio corintiano
A Fast Engenharia, contratante da WDS Construções, informou que o Fábio Hamilton da Cruz estava utilizando todos os equipamentos de segurança obrigatórios e que a queda foi de uma altura de oito metros. Já o Corpo de Bombeiros divulgou que a queda foi de 15 metros.

Esta é a terceira morte de operário registrada nas obras do estádio paulistano, que sediará a abertura da Copa do Mundo e também outras cinco partidas do torneio. Em novembro do ano passado, a queda de um guindaste matou dois operários no local: Fábio Luiz Pereira, de 42 anos, e Ronaldo Oliveira dos Santos, de 44 anos.

O acidente do ano passado ainda resultou em danos na fachada, interdição dos trabalhos na área afetada e atraso na conclusão das obras. A nova previsão de finalização dos trabalhos é abril.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade