Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Apesar de profissionalismo, Osvaldo mostra receio em ajudar rival

Bruno Oliveira, especial para a GE.NET São Paulo (SP)

Destaque do São Paulo no triunfo por 1 a 0 sobre o CSA, na última quarta-feira, Osvaldo tem sido peça importante no esquema tático da equipe tricolor e recuperado o desempenho que o levou ao grupo da Seleção Brasileira em 2013. Em processo de evolução, o atacante concedeu entrevista nesta sexta-feira, no Centro de Treinamento da Barra Funda, e mostrou receio em ajudar indiretamente o Corinthians no Campeonato Paulista desta temporada.

Já garantido nas quartas de final da competição estadual, o São Paulo enfrenta o Ituano, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi. Disputando um lugar na sequência do torneio, o time do interior está na vice-liderança do Grupo C, com 22 pontos, e tem o Corinthians, com 20 pontos, como principal rival. Por isso, uma vitória do time tricolor neste final de semana acabaria ajudando o clube alvinegro.

“Pensamos nessas situações em nosso cotidiano, mas isso acaba quando entramos em campo e sentimos a adrenalina. É algo difícil, pois estou crescendo de rendimento e temo que a torcida comece a pegar no meu pé se eu fizer um gol que ajude nosso rival. No entanto, sei que tenho que fazer meu trabalho, independente do outro lado. Sempre jogamos para vencer”, afirmou o atacante.

Apesar de mostrar vontade de ser escalado contra o Ituano, Osvaldo não está confirmado entre os titulares da equipe comandada pelo treinador Muricy Ramalho. Após o triunfo obtido em Alagoas, a expectativa é de que o técnico poupe alguns atletas no embate deste final de semana. Quase certo é que Paulo Henrique Ganso reassume vaga no meio-campo na vaga de Alexandre Pato, que está impossibilitado de disputar o Campeonato Paulista.

“Estou relacionado, mas ainda não sei se jogo. Minha vontade é entrar em campo. Estou trabalhando firme, sem nenhum problema físico. Tive um incomodo por causa de esforço que fiz na última partida, mas é normal”, encerrou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Atuando pelo lado esquerdo do setor ofensivo, Osvaldo se consolidou como titular do São Paulo

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade