Futebol/Campeonato Paranaense - ( )

Após vitória, técnico coxa-branca revela "conversa dura" no vestiário

Curitiba (PR)

Dado Cavalcanti não gostou nem um pouco da atuação de seu time no primeiro tempo da partida deste sábado, contra o Rio Branco. O treinador do Coritiba deu razão às cobranças da torcida antes do intervalo no Couto Pereira e revelou ter dado uma bronca em seus jogadores antes da volta para a segunda etapa, um dos motivos pelos quais a equipe teria buscado a virada por 2 a 1.

"Tivemos um desgaste totalmente desnecessário em todos os sentidos. Desgaste físico, emocional, com o torcedor. O torcedor, de certa forma compreensível, começou a criticar o time pelo fato de não termos entrado em campo", disse.

O revés parcial no primeiro tempo não tiraria de seu time a vaga na semifinal do Campeonato Paranaense, mas Dado Cavalcanti cobrou seus atletas a buscarem o triunfo - que viria com grande atuação do meia Alex, responsável por uma assistência a Keirrison e um gol de falta.

"Foi uma conversa dura. Eles precisavam ouvir que, independentemente das opções, o Coritiba não pode entrar em campo para jogar com a postura que entramos no primeiro tempo. Disse a eles que só venceríamos se tivéssemos humildade para correr atrás do placar. Foi boa a resposta", comentou.

A resposta, na opinião do treinador, não foi apenas tática, mas também com maior dedicação. "O desempenho individual também fez diferença. Não foi só o vestiário. Conseguimos reverter o placar por méritos dos nossos jogadores. Independentemente da parte tática, o mais importante foi a postura no segundo tempo", elogiou.

O primeiro confronto da semifinal com o Maringá será neste meio de semana, fora de casa. Por ter melhor campanha na classificação geral do que o adversário, o Coritiba decidirá a vaga no Couto.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade