Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Argel tem contrato para jogar Série B, mas apoia Lusa na Justiça Comum

São Paulo (SP)

Durante sua participação no programa Mesa Redonda da TV Gazeta, nesse domingo, Argel contou que assinou contrato com a Portuguesa para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro. Mas o treinador incentiva o clube na ideia de buscar na Justiça Comum a sua manutenção na primeira divisão nacional.

“A Portuguesa tem que entrar na Justiça Comum, até para marcar posição. Existe uma responsabilidade da Portuguesa e da CBF pelo fato ocorrido, isso tem que ser colocado”, disse o técnico, falando do caso envolvendo Héverton, que atuou suspenso na última rodada e, por conta disso, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu a Lusa com a perda de quatro pontos, rebaixando-a no lugar do Fluminense.

“Falam muito que vai ter virada de mesa, Campeonato Brasileiro com 24 clubes, que a Portuguesa vai jogar a Série A, mas fiz contrato até o final do ano para disputar a Série B do Brasileiro. Não sei o que vai acontecer daqui para a frente”, comentou o treinador.

Argel relata que só começa a pensar no que pode acontecer depois do Paulista agora, que não há mais chances de rebaixamento no Estadual. “Nós, do futebol, passamos longe disso porque o nosso momento é de recuperar a Portuguesa. O foco era o Campeonato Paulista. Agora, vamos pensar se jogaremos a Série A ou a Série B”, falou, defendendo os dirigentes do clube do Canindé.

“Conseguimos recuperar o time pela credibilidade do departamento de futebol. Quando chegamos, exigimos salários e premiação em dia. Hoje, a diretoria e o presidente fazem um sacrifício muito grande para colocar a Portuguesa no caminho certo novamente e cumprem o que pedimos”, indicou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico da Lusa está pronto para a Série B, mas acha que o clube estará certo em buscar seu direito

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade