Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Ausente da Seleção, Lucas não fala com Felipão desde outubro de 2013

Bruno Oliveira, especial para a GE.NET São Paulo (SP)

Figura constante no grupo de Seleção Brasileira em 2012 e 2013, Lucas perdeu espaço na equipe nacional e não aparece entre os convocados desde outubro do último ano. Pouco menos de três meses antes da realização da próxima edição da Copa do Mundo, o meia-atacante segue esperançoso em disputar a competição, que ocorre entre 12 de junho e 13 de julho. Entretanto, o atleta admitiu que há meses não fala com o treinador do time verde-amarelo, Luiz Felipe Scolari.

“Não conversei com ele depois de meu último jogo (vitória por 2 a 0 sobre Zâmbia, em 15 de outubro de 2013). Não houve nenhum tipo de contato particular. Considero isso normal, pois não é necessário que o Felipão explique as escolhas que faz e devo respeitar sua opinião. Faço minha autocrítica, vejo o que errei e no que ainda posso melhorar”, afirmou o jogador do Paris Saint-Germain em entrevista concedida por telefone, nesta segunda-feira.

No clube francês, Lucas tem entre seus companheiros o zagueiro Thiago Silva, que é capitão do Brasil e esteve no grupo que sucumbiu por 2 a 1 diante da Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010. Amigo do defensor, o meia-atacante mantém conversas sobre o grupo da Seleção, mas não acredita que isso tenha influência em futuras decisões de Scolari. O lateral esquerdo Maxwell, também do time parisiense, é outro que deve aparecer no torneio.

Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Campeão da Copa das Confederações, Lucas não é convocado desde outubro de 2013

“O Thiago Silva é um grande amigo que tenho, uma pessoa que me ajuda muito por aqui, assim como todos os brasileiros (Alex, Thiago Motta e Marquinhos). É um grande atleta, o melhor zagueiro do mundo. Conversamos sobre como as coisas estão e os amigos que temos no elenco do Brasil. No entanto, sei que minha volta depende exclusivamente de mim, não adianta perguntar para ele. Preciso trabalhar e esperar a próxima convocação. As coisas são resolvidas em campo”, completou.

Atualmente, dois atletas do Chelsea são os principais concorrentes de Lucas na disputa por uma vaga entre os 23 convocados para próxima Copa do Mundo: Ramires e Willian. Presente nos amistosos mais recentes, a dupla entrou durante o segundo tempo nas vitórias sobre Honduras (5 a 0), Zâmbia (2 a 0) e África do Sul (5 a 0) e dificilmente não aparecerá na lista final. Hulk (Zenit) e Bernard (Shakhtar Donetsk) são outros aparentemente garantidos.

AFP
Em 54 partidas pelo PSG, Lucas marcou três gols
“Deixei a Seleção, principalmente, por uma época em que estava atuando pouco em meu time. Perdi espaço aqui e o Brasil tem muitas opções para o ataque. O Felipão quis fazer alguns testes e fui deixado de lado. Há grandes jogadores no Paris Saint-Germain, então acabei indo para o banco e, consequentemente, não foi mais convocado. Contudo, sei do meu potencial e trabalho firme para retornar ao grupo”, encerrou o atleta, que foi titular da equipe francesa nos últimos quatro jogos e distribuiu duas assistências.

Classificado no Grupo A e país sede da próxima edição da Copa do Mundo, o Brasil estreia no torneio diante da Croácia, em 12 de junho, na Arena Corinthians. Após a convocação final, em 7 de maio, a Seleção ainda mede forças com Panamá, em 3 de junho, no Estádio Serra Dourada, e Sérvia, em 6 de junho, no Morumbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade