Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Autor do 4º gol, Wagner expõe angústia com a reserva: "Não aguento mais"

Rio de Janeiro (RJ)

Nesta quarta-feira, o Fluminense conseguiu uma vitória expressiva no Campeonato Carioca, ao golear o Friburguense, no Maracanã, pelo placar de 5 a 1. O meia Wagner, que iniciou a partida no banco de reservas, entrou no lugar de Biro Biro, e precisou de poucos minutos para anotar o quarto tento tricolor. Após o triunfo, o armador expôs sua insatisfação com a presença do banco de suplentes, e revelou sua intenção: dar um “trevo” na cabeça do técnico Renato Gaúcho.

“Nunca posso me acomodar. Se você relaxar, mesmo no banco, vem outro e entra no seu lugar. Meu pensamento é esse: sair da reserva, pois não estou aguentando mais. Tento sempre contribuir dentro de campo, para dar um ‘trevo’ na cabeça do Renato Gaúcho. Hoje, fui feliz com um gol e preciso dar continuidade ao trabalho”, expôs o meia.

O Fluminense foi a campo no esquema 4-3-3, com o argentino Darío Conca responsável pela armação de jogadas. À sua frente, estava o tridente formado por Biro Biro, Rafael Sóbis e Walter. Porém, Wagner não foi o único a sair do banco de reservas e deixar sua marca. Marcos Júnior, que substituiu Sóbis, deu números finais ao marcador, com 43 minutos da etapa final.

Os demais tentos do clube das Laranjeiras foram marcados por Walter, Darío Conca e Bruno. Ao inaugurar o marcador sobre o Frizão, o camisa 18 chegou aos quatro gols no Carioca e assumiu o posto de artilheiro tricolor no certame.

Nelson Perez/Fluminense FC
"Meu pensamento é esse: sair da reserva, pois não estou aguentando mais", revelou o meia Wagner

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade